Após expulsão do pastor da igreja local do Evangelho Quadrangular , fiéis fazem protestos

quadrangular
Igreja Evangelho Quadrangular construída pelo pastor Amaury de Almeida

Segundo um vídeo postado no youtube, o pastor na Igreja do Evangelho Quadrangular (IEQ) do Jardim São Camilo, na zona norte de Sorocaba, foi expulso da igreja. Após, uma confusão foi gerada que acabou motivando os fiéis protestarem contra a decisão adotada pela direção da denominação.

Segundo ainda o vídeo o pastor não teria feito politicagem para os dois candidatos da igreja, sendo eles Carlos César e Jéferson Campos. Com um documento assinado pela superintendência da igreja, líderes religiosos, entre eles o deputado estadual Carlos Cezar (PSB), teriam arrombado os portões da unidade na última segunda-feira (4), para dar acesso ao novo escolhido para ser o pastor local, mas fieis impediram a troca.

O pastor titular da Quadrangular do São Camilo, Amauri de Almeida, foi até a delegacia e registrou um boletim de ocorrência por danos, exercício arbitrário das próprias razões e constrangimento ilegal.

Após a tentativa, os fiéis da igreja se reuniram nesta terça-feira (5) para um culto e também para reafirmar a posição contrária à troca do pastor . Segundo conta o vídeo, Amaury está há 30 anos à frente da comunidade, tendo sido o principal responsável inclusive pela construção do prédio. Conta ainda que Amaury comprou dois terrenos e construiu o templo sem ajuda de ninguém.



Segundo o vice-presidente da Igreja Quadrangular do São Camilo, Edilson Gonçalves, que estava acompanhado do pastor auxiliar César Magno, a ordem para a troca de pastor teria partido de Carlos Cezar. Ainda conforme ele, seguranças armados acompanhavam os membros da comitiva que se dirigiu ao local para efetuar a mudança. “Foi uma situação muito desconfortável. Arrombaram aqui, sofremos ameaças de agressão e o nosso pastor sequer teve tempo de dialogar com eles”, disse.

Informações: Jornal Cruzeiro

Etiquetas
Comentários
Botão Voltar ao topo