Pastor tenta suicídio após dar martelada na cabeça da esposa grávida

Pastor tenta suicídio após dar martelada na cabeça da esposa grávida

Nesta quinta-feira 11, o pastor evangélico de 48 anos, enlouquece e após agredir sua esposa de 38 anos com martelada, estando ela grávida. Em seguida tentou cometer suicídio. O crime ocorreu no Bairro santa Cruz Em Belo Horizonte.

O pastor e a mulher são casados há quatro anos Segundo informações de alguns vizinhos do casal, eles trabalham juntos como autônomos e ele é ainda pastor de uma igreja evangélica do bairro.


“Estávamos patrulhando quando recebemos uma ocorrência de prioridade de que havia um cidadão se esfaqueando. Na nossa chegada encontramos o imóvel com muito sangue. A companheira do indivíduo estava no quarto”, explicou o tenente da Polícia Militar que atendeu a ocorrência.

A Polícia explicou que quando chegaram ao local o pastor estava muito nervoso e repetidamente falava que queria morrer, sendo que já tinha tentado o suicídio.

“Primeiramente, com a nossa equipe, tentamos conversar, e ele se esfaqueando, estava muito nervoso. Ele só falava que queria morrer. Tentamos colher outras informações, quem ele era, se tinha algum familiar, tentando conversar, mas com a negativa foi necessário o acionamento do Bope (Batalhão de Operações Especiais), a equipe de negociação, e conseguiram fazer um excelente trabalho”, contou o militar. 


Detalhes do crime dão conta que o casal estavam dormindo quando o pastor acordou enlouquecido e deu uma martelada na cabeça da esposa. De repente ele saiu do quarto e ela se trancou a porta e começou a gritar pedindo socorro.

Então ele pegou uma faca e tentou suicídio se corando. Nesse momento a Polícia chegou.

O pastor pegou então uma faca e começou a se cortar. Nesse instante a viatura da Polícia Militar chegou.   

O tenente da Polícia Militar que atendeu o chamado, revelou que foi preciso usar uma arma de choque ( taser ) para mantê-lo imobilizado.

“É de extrema dificuldade, porque como ele estava com a faca fincada no corpo, tem que esperar o momento oportuno. Ele podia cair e enfiar (a faca) ainda mais. Estava com várias lesões”. As negociações levaram cerca de uma hora. “Acredita-se num surto psicótico porque ele estava muito transtornado”, informou o policial. O homem teria depressão, mas a informação ainda não foi confirmada. 

Moradores vizinhos a casa do pastor ficaram chocados com a tentativa de homicido e uma da mesma rua chegou a cometar o caso.

“Até chamava a gente pra ir para igreja. Era muito tranquilo. Ontem mesmo ele estava passeando com a cachorrinha dele na rua. Estou chocada”, lamentou.

Um outro vizinho do pastor, disse que ele era de aparência sensível (pacata) e não condizia com a cena ocorrida na manhã desta quinta feira, embora tivessem suas brigas de casal como todos tem.

” A gente ouvia a briga deles, mas nada grave. Brigavam de seis em seis meses ou menos Ele sempre foi muito calado”, observou.

O pai da esposa do pastor que tomou uma martelada na cabeça está enfermo de câncer. Temendo que que a informação de tentativa de homicídio por parte de seu marido chegasse até ele, a Polícia pediu que informações detalhadas não fossem repassadas a imprensa.

Crime desta natureza envolvendo pastor que tenta suicídio ou não após ter atacado sua esposa tem acontecido corriqueiramente.

Recentemente pastor evangélico Josemar Santos Aguiar, de 48 anos, acabou cometendo um crime bárbaro na noite de sábado 11 de março, quando, por ciúmes, decepou uma das mãos da própria esposa.

Logo após ser dado como foragido, ele se apresentou na Delegacia de Homicídios na manhã da segunda-feira 13, foi encaminhado para a Delegacia da Mulher e, depois de ouvido, foi liberado.

Outro caso criminoso envolvendo pastor e esposa foi registrado por volta das 22h da noite de domingo 10, também em março, numa residencia nas proximidades da Avenida Eubia Barroso, na cidade de Itapipoca (CE).

O pastor Evangélico, conhecido popularmente como Pastor Antonio Maria, teria enlouquecido e matado á facadas a própria esposa, conhecida na cidade pelo apelido de “Lu”. O crime se deu dentro da residencia onde o casal viviam.

Etiquetas
Comentários
Botão Voltar ao topo
Fechar