Notícias Gospel

Max lucado afirma que o segredo da felicidade é fazer outras pessoas felizes.

Segundo ele, frases com o termo "uns aos outros" aparecem mais de 50 vezes na bíblia.

Max Lucado, que é pastor e escritor, afirma ter encontrado o segredo para a felicidade em um mundo majoritariamente capitalista e cheio de consumismo. Segundo ele, a busca pela felicidade deve ser uma obrigação moral para todo cristão.

“Nós fazemos um favor ao mundo quando buscamos a felicidade; não o egoísmo, mas a felicidade”, explicou o pastor.

“Quando estamos genuinamente descobrindo um senso de contentamento que não depende de nenhuma circunstância, então seremos melhores membros de nossa família, melhor membro da força de trabalho, melhor membro da sociedade, e se formos um frequentador da igreja, um membro melhor da igreja”, continuou Lucado.

Em seu livro “como a felicidade acontece” ele explica que desta forma nós fazemos um favor ao mundo. “indo para a ofensiva e as Escrituras estão cheias de sugestões sobre como encontrar a felicidade que não depende de outras pessoas ou situações”.

“Se eu quiser ser mais parecido com Cristo, então eu vou acordar todos os dias dizendo: ‘Ok, como posso fazer outras pessoas felizes?’”, acrescentou ele.

O pastor ainda ressaltou que o termo “uns aos outros” é bastante frequente na Bíblia e que isso é algo muito profundo e prático. “Há mais de 50 deles e essas passagens nos encorajam a fazer tudo, ensinar uns aos outros, perdoar uns aos outros, amar uns aos outros, admoestar uns aos outros, instruir uns aos outros, perdoem-se mutuamente, sejam pacientes uns com os outros. São todas essas pequenas porções práticas nas Escrituras”, contou ele.

O pastor ainda acrescentou com alguns conselhos sobre como podemos levar uma vida mais leve: “A boa notícia é que, se eu quiser ser feliz hoje, tudo o que preciso fazer é pegar dois ou três desses [versículos] e dizer: ‘hoje é o dia em que vou ser paciente com alguém’, ‘Vou tolerar alguém’ ou ‘Vou perdoar alguém. Vou colocar isso em prática”, concluiu.

Comentários

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo