Brasil

RR Soares tem passaporte diplomático cancelado novamente.

Missionário R.R. Soares e sua esposa teriam direitos diplomáticos em aeroportos.

O líder da Igreja Internacional da Graça de Deus, Missionário R.R. Soares e sua esposa Maria Magdalena Soares, recebeu nesta terça (4) do Ministério das Relações Exteriores passaporte diplomático, que dá direito a atendimento preferencial e isenção de visto para alguns países.

Porém,nesta quarta(6),a Justiça federal de São Paulo cancelou o privilégio.A juíza Denise Aparecida Avelar, da 6ª Vara Cível Federal de São Paulo, afirmou que, “o Ministro das Relações Exteriores não apresentou a necessária justificativa, vinculada ao atendimento do interesse do país […] Assim, agindo de forma omissiva, infringiu os limites objetivos do Decreto 5978/2006, e em especial o princípio da moralidade administrativa”.

O Ministro Ernesto Araújo havia assinado a concessão do documento, alegando que com o passaporte diplomático o Missionário poderia desenvolver melhor os seus trabalhos no exterior sendo de interesse para a nação brasileira.

Presente atualmente em outros países, a Igreja Internacional da Graça de Deus possui mais de 1.500 templos fora do Brasil. Na América do Sul , a IIGD está presente na Argentina , Peru, Uruguai, Paraguai e Chile. No velho continente, a igreja começou sua atuação em Portugal, Espanha, França e Inglaterra. Na América do Norte, além dos EUA, também se encontra no México. Na Ásia, a Igreja se instalou no Japão e posteriormente na Índia. Mais recentemente, no continente africano, houve a última implantação da igreja, na África do Sul.

Um decreto de 2006, assinado pelo então presidente Luiz Inácio Lula da Silva, lista 12 classes de autoridades que têm direito ao passaporte diplomático, como o presidente da República, membros do Congresso Nacional, ministros do Supremo Tribunal Federal, governadores e militares a serviço em missões da ONU, mas não líderes religiosos.

A legislação, no entanto, abre brecha para que o ministro das Relações Exteriores conceda passaporte diplomático a outras pessoas “em função do interesse do País”, dispositivo que vem sendo utilizado pelo Itamaraty para justificar a concessão do documento a líderes evangélicos.

Em junho de 2016, RR Soares e sua esposa também obtiveram o passaporte especial, mas logo depois o documento foi suspenso liminarmente pela Justiça, que considerou que a concessão representava “desvio de finalidade” e “mero privilégio”.

O Missionário R.R. Soares recorreu ao Tribunal Regional(TRF-3) para tentar reverter da decisão ,mas o recurso ainda não foi julgado.

0 0 vote
Article Rating

Dayana Silva

Dayana Silva é uma jornalista que trabalha com celebridades gospel desde 2019 e admira tudo o que envolve o mundo gospel. Está sempre de olho no que acontece nas redes sociais e faz questão de prestar atenção nas polêmicas e novidades para informar você!
Comentários
Subscribe
Notify of
guest
11 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Botão Voltar ao topo
11
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x