Ex jogador Zinho diz em entrevista que o maior título da sua vida foi ter firmado com Jesus.

Em entrevista emocionante ao pastor Maurício Fragale.

 

 O  ex jogador disse que ser tetracampeão do mundo pela Seleção Brasileira de Futebol pode parecer uma emoção indescritível, mas segundo o ex-jogador de renome mundial, Crizam César de Oliveira Filho – mais conhecido como Zinho – nem mesmo esta conquista se compara ao sentimento de plenitude que é entregar sua vida a Jesus Cristo.

Zinho abriu seu coração em um bate-papo com o pastor Maurício Fragale para o programa “Nova Talk”, no qual ele compartilhou um pouco mais de seu testemunho de vida . Já no início da entrevista, Zinho conta que apesar de seus parentes contarem uma história descontraída sobre a sua relação com o esporte já desde criança, hoje ele compreende que o futebol fazia parte do cumprimento dos planos de Deus em sua vida.

 “Quando eu tinha três anos de idade, na Copa de 70… um tio meu tinha uma casa em Petrópolis e a gente foi para lá. O Brasil foi campeão do mundo e os meus primos saíram para comemorar. Ninguém me viu indo atrás deles e muito menos eles”, contou. “Na época, a minha mãe era católica e ficou rezando, pedindo para eu aparecer, agarrada com o sapatinho meu que ficou em casa e, justamente, foi o do pé esquerdo.

“Saí da Baixada para ser campeão do mundo pela Seleção e voltei para a Baixada, para ajudar o Nova Iguaçu a ir para a primeira divisão. Foi muito legal esse projeto, deu certo, eu tenho esse título também na minha carreira”, relatou. “Foram 29 títulos na minha carreira. Na verdade são 30, porque o maior de todos não foi como jogador, foi o de ser filho de Deus. O maior título da minha vida foi quando eu me batizei, me converti, me firmei com Jesus e aí eu ganhei o título da vida, que é ser filho de Deus”.

Comentários