Bolsonaro faz mudanças de “genitor” para “pai” e “mãe” em passaporte e comunidade LGBT diz” está em zona de tiro”.

Presidente que vem lutando por mudanças ideológicas.

 

Um fato que chamou muita atenção foi O Presidente Jair Bolsonaro (PSL) que anunciou a parlamentares evangélicos que seu governo pretende incluir os termos “pai” e “mãe” nos campos destinados à filiação na documentação relativa aos passaportes brasileiros. A decisão segue de defesa e valorização da família.

“Em nosso passaporte estamos acabando com a história de genitor 1 e genitor 2 e estamos botando o termo pai e mãe”, afirmou Bolsonaro. Durante café da manhã no Palácio do Planalto , a iniciativa foi anunciada à Frente Parlamentar Evangélica do Congresso Nacional  que já estaria sendo cumprida pelo ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, que está trabalhando nas alterações.

O setor responsável pela emissão do documento, que é a  Polícia Federal, informou que os campos genitores substituem o “Nome do Pai” e “Nome da Mãe”, para atender a “novas constituições familiares”, inclusive relacionamentos gays, segundo o site da instituição.

“Esses campos presentes no formulário substituem os campos ‘Nome do Pai’ e ‘Nome da Mãe’, e são de livre preenchimento, em face da possibilidade de novas constituições familiares, inclusive para união homoafetiva”.
Bolsonaro também voltou a defender a posição do Brasil na ONU (Organização das Nações Unidas) da exclusão do termo “gênero” em documentos oficiais da instituição.

Segundo o site diplomatique o governo Bolsonaro” está colocando a comunidade LGBT em um linha de tiro”.

“Mobilizando valores associados à defesa da família tradicional, à heterossexualidade compulsória e a uma visão de mundo religiosa, as bandeiras do presidente eleito refletem o êxito de um pânico moral há tempos alimentado e que coloca em linha de tiro, precisamente, a comunidade LGBT”.

“Um dos alvos privilegiados dos ataques verbais de Bolsonaro antes mesmo de ele ser eleito já eram os homossexuais. “Ter filho gay é falta de porrada” e afirmações afins abundam nas intervenções públicas do ex-deputado. São declarações que colocam em xeque, sem nenhum pudor, o direito de existir de um segmento da população, além de respaldar os já alarmantes índices de violência letal contra LGBTs”.

 

 

Etiquetas
Comentários

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of
Botão Voltar ao topo