Brasil

Desenganado pelos médicos surpreende todo mundo ao revelar como ainda está vivo

“Eles me disseram: ‘Sr. Salazar, você não tem chance de viver." conta.

O caso de um homem chamado Armando Salazar, tem chamado a atenção de muitas pessoas. Ele havia sido desenganado pelos médicos, mas mesmo não tendo chances de sobreviver, ele escolheu confiar cem porcento em Deus. A história dele traz grandes ensinamentos de superação e denuncia que enquanto algumas pessoas se prostram perante as situações difíceis da vida e destinam seus dias a fazer inúmeras reclamações, outras, por sua vez utilizam as dificuldades para aprender mais sobre a fé e  persistência, transformando as adversidades em uma rica fonte e aprendizado e inspirando a vida de outras pessoas.

Arnaldo, já passou por uma série de desafios em sua vida, pois é portador de uma doença que fez com que ele tivesse suas pernas amputadas. Além disso, ele também sofreu um sério ataque cardíaco há alguns anos atrás. Isso, acabou comprometendo seu coração de uma forma que, segundo os médicos, não permitiria que ela sobrevivesse. O homem, portanto, estaria com seus dias de vida contados a partir de então.

“Eles me disseram: ‘Sr. Salazar, você não tem chance de viver. Você precisa de um transplante de coração’”, recorda Salazar. Com as dificuldades para se conseguir um transplante, isso demoraria muito e ele não resistiria. Entretanto, Salazar sobreviveu mesmo sem a operação e apenas em março de 2019, ele teve novamente um outro ataque.

Sendo assim, de acordo com os médicos ele morreria em 24 horas.

“Eles estavam dizendo: ‘Ele vai ficar em estado vegetativo” contou.

Depois de mais de uma semana em coma no hospital, ele acordou e milagrosamente não apresentava qualquer sequela do incidente.

Três meses depois, ele se encontra completamente recuperado e está cheio de vida e fazendo planos para o futuro.

“Quero que as pessoas saibam: não importa o que a vida traga, você precisa entender que Deus nos ama”, finalizou Salazar segundo informações do Victoria Advocate.

Etiquetas
Comentários
Botão Voltar ao topo
Fechar