Perseguição religiosa resulta em destruição de Torre de Oração

O Nepal está entre os 50 países com maior perseguição aos cristãos

 

No Nepal, oficiais – do próprio país – destruíram uma torre de oração que foi finalizada no início do mês passado, sendo mais um exemplo da forte perseguição religiosa que o país asiático tem sofrido.

Chamada de “Torre de Oração Batase”, a qual foi erguida numa floresta, mais precisamente no município de Nawalparasi, possuía entre 6 ou 7 o número de pequenas cabanas feitas de madeira, chapa de zinco e ferro, contando com banheiros e tanque de água. Era ali que os cristãos se reuniam para cultuar e orar a Deus.

Ao falarem sobre o ocorrido, o governo afirmou que ninguém tinha permissão para construírem naquela área em razão de ser uma região florestal. Os que estavam à frente da igreja, ainda que não tivessem os documentos apropriados, tinham a permissão concedida pelos funcionários pertencentes ao Ministério da Floresta. Não só isso, como também já haviam outros mosteiros e templos budistas situados naquele mesmo lugar.

“A demolição aconteceu de repente, sem qualquer aviso prévio”, afirmou o parceiro da organização Portas Abertas. Ainda acrescentou: “Eles sequer permitiram que fizéssemos fotos ou vídeos durante a destruição das cabanas”.

É impressionante o índice de perseguição aos cristãos no Nepal. Só nos primeiros 4 meses foram registrados 36 incidentes, conforme dito por parceiros da Portas Abertas.

Dos 36 casos, 4 deles são de pessoas que foram forçadas a sair de casa em razão de sua fé, 3 que envolvem boicote social, 4 de abuso físico e 2 casos onde houve detenção pela Polícia. Todos os casos pelo motivo de terem aderido à fé cristã. Há incidentes também que registram casos de falsas notícias e discurso de ódio projetado para ir contra os cristãos.

“Há poucos dias, autoridades do governo invadiram violentamente o Hospital Ananda Ban, administrado por uma ONG internacional que trata de leprosos”, relatou o parceiro acerca do caso de intolerância aos cristãos, ocorrido uma semana antes de demolirem a Torre de Oração, no Nepal.

O hospital foi acusado pelo governo de pregar o Evangelho e tentar converter, ao Cristianismo, as pessoas em troca de tratamentos gratuitos. “Eles também queimaram 30 Bíblias no pátio do hospital, gerando um caos entre pacientes, médicos e funcionários. A reputação do hospital foi abalada e a equipe está trabalhando sob forte pressão e medo”, explica.

O Nepal localiza-se na 32° posição na Lista Mundial da Perseguição 2019 da Portas Abertas, a qual classifica os 50 países onde acontecem mais perseguições aos cristãos no mundo. O país possui uma população de maioria hinduísta, o qual seu povo, ao todo, tem por volta de 29,6 milhões de habitantes. Entre tantos milhões, 66,5% é hinduísta e 4,1% é cristão.

Etiquetas
Comentários

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of
Botão Voltar ao topo