Brasil

Teólogo famoso afirma que maldições hereditárias são uma falácia.

Ele ainda usa a Bíblia para defender a sua tese.

Diversas igrejas doutrinam os seus seguidores acerca da existência das maldições hereditárias, quer dizer, propagação de pecados através das gerações sequenciais  , se fazendo necessária  uma “quebra de maldições” para libertação das pessoas que sofrem de influencias de espíritos dos seus antepassados.

O professor e teólogo Augustus Nicodemus Lopes fez comentário acerca do assunto dizendo que “ensinar que Deus faz cair sobre os filhos as consequências dos pecados dos pais, é só a metade da verdade”

O teólogo presbiteriano cita o livro do profeta  Ezequiel 18:14-19 para exemplificar que a moral responsabilidade individual.

“Aplicando aos nossos dias, fica evidente que o crente verdadeiro já rompeu com seu passado, e com as implicações espirituais dos pecados dos seus antepassados, quando, arrependido, veio a Cristo em fé”.

Com base também no novo testamento, Augustus prossegue o seu ensinamento afirmando não ter nenhum efeito nocivo sobre nós as maldiçoes , pois o Senhor Jesus quebrou toda maldição por que ele se fez maldito sem ser.

“Ora, se a obra de Cristo no Calvário em nosso favor foi poderosa o suficiente para remover de sobre nós a própria maldição da santa lei de Deus, quanto mais qualquer coisa que poderia ser usada por Satanás para reivindicar direitos sobre nós, inclusive pactos feitos com entidades malignas, por nós, ou por nossos pais, na nossa ignorância”, questiona.

Nicodemus em alguns momentos quis passar a informação que há uma incoerência em querer passar para as pessoas que as maldições não foram quebradas, isso é anular o sacrifício de Jesus no Cruz.

 Augustus Nicodemus Lopes é um grande teólogo, se não um dos melhores do Brasil.

Ele tem uma facilidade em explicar Temas polêmicos da Bíblia, como: dízimo obrigação ou opção, divórcio e o cristão, sexualidade em vários âmbitos incluindo a homossexualidade, o cair no poder do espírito e movimentos pentecostais com línguas estranhas.

0 0 vote
Article Rating
Comentários
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Botão Voltar ao topo
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x