Delegada diz que morte de Anderson do Carmo foi por dinheiro e confirma previsão de vidente

"foi por dinheiro e a mandante foi Flordelis", disse a sensitiva em um programa.

A Delegada Bárbara Lomba em entrevista coletiva nesta quinta-feira(15), afirmou que o assassinato do Pastor Anderson do Carmo em junho foi de fato motivado por questões financeiras e poder sobre os bens da família.

A notícia assustou muito aos internautas e os fez relembrar de uma recente previsão sobre o crime. Uma mulher chamada Lene sensitiva chegou a dizer na época que o crime de Anderson teria sido cometido por dinheiro e que Flordelis teria sido a mandante.

Muitos internautas ficaram chocados pelo fim da primeira parte das investigações terminarem com essa conclusão. Se a segunda parte da previsão de Lene for verdade, Flordelis pode não durar muito longe das grades.

Segundo a delegada da Divisão de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí, a primeira fase da investigação já está concluída e os dois filhos de Flordelis já foram indiciados pelo assassinato de Anderson do Carmo. Flavio dos Santos Rodrigues e Lucas Cezar dos Santos de Souza são acusados formalmente pela morte do pastor.

“Eles foram indiciados por homicídio qualificado, por impossibilitar a defesa e por motivação torpe. Até este ponto da investigação, podemos afirmar que o crime foi cometido por razões financeiras, administração de bens”, afirmou.

A delegada declarou que a segunda fase da investigação está em curso e o que se tem procurado no momento são os possíveis co-autores do crime.

“A deputada faz parte da família e o crime foi cometido em âmbito familiar. Então não vou dizer que ela já é investigada, mas há uma possibilidade de outras pessoas da família serem investigadas. Não podemos descartar porque o crime foi cometido naquele ambiente e por razões afetas àquela família.”

Depois da notícia de que um celular teria sido encontrado na cela de Flávio,  muitas pessoas ficaram receosas ,se este, poderia ser o celular desaparecido de Anderson do Carmo. Porém, a delegada afirmou não pertencia a Flavio e sim, a outros presos anteriores.

“Fizemos uma nova revista e encontramos um novo celular na cela do Flávio, mas o estado do celular indica que ele estava ali há muito tempo. Nada aponta que ele estava ali para uso do Flávio, ele estava ali há mais tempo” descartou.

Agora os filhos de Flordelis vão passar da delegacia para o presídio de Benfica e depois , seguirão para um presídio não informado ainda.

 

Etiquetas
Comentários

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of
Botão Voltar ao topo