Brasil

Silas Malafaia fala sobre submissão feminina e causa polêmica com fieis no Instagram.

"A Bíblia diz, em Efésios 5.22, que a mulher tem que ser submissa ao marido", escreveu o pastor.

O pastor Silas Malafaia, líder da Igreja Assembleia de Deus Vitória em Cristo, criou polêmica no instagram ao publicar uma mensagem com uma legenda sobre casamento. A legenda, abordava o papel da mulher dentro do lar e  trazia um ideal de consevadorismo ao explicar a submissão.

Segue abaixo a legenda publicada pelo pastor.

“MULHER, SUBMISSÃO NÃO É ESCRAVIDÃO

A Bíblia diz, em Efésios 5.22, que a mulher tem que ser submissa ao marido. O grande problema em torno desse assunto é que muitos não entendem o real sentido de submissão. Submissão é aceitar a missão do outro.

O marido tem o papel de autoridade, isto é, ele é responsável por promoção, provisão, proteção, lei, ordem, coesão e liderança em seu lar. Nesse caso, a mulher precisa aceitar que o marido é o responsável maior pelo lar e ser sua ajudadora.

O casamento é uma relação de troca e reciprocidade, então o homem e a mulher cumprem papéis que se completam e contribuem para uma família saudável.”

Não demorou muito para que os comentários começassem a surgir.

“O problema não sao as mulheres aceitarem . O problema sao os homens que nao cumprem com seu papel de homem. Entao as mulheres vao e fazem”, comentou uma seguidora.

“Da o poder pra mulher pq? O poder foi dado pra nós Machos.”, rebateu outro

“Admiro muito o senhor pastor, me desculpe, mais nao vou concordar, isso era pro homens terem poder sobre as mulheres, mais hoje em dia as coisas sao bem diferentes, os homens nao fazem nem metade disso, entao nao tem como ser submissa se eles nao cumprem seu papel, a gente tem que ir a luta e se virar nos trinta pra dar conta de sustentar os filhos e cuidar da casa sozinha, pra que homem! So lamento das pessoas serem submissa as outras, pra mim uma relacao tem que ser de igualdade, lealdade, campanheirismo, e lutar juntos pelos ideais!” escreveu outra.

Qual a sua opinião sobre o assunto? Deixe aqui nos comentários!

Etiquetas
Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar