Brasil

Cumprimento de “profecia bíblica” em Judeia e Samaria é apoiado por judeus evangélicos.

Os judeus colonos que habitam as colinas de Siló, na Cisjordânia, não são os únicos que trabalham na colheita das vinhas. Os evangélicos norte-americanos também estão responsáveis pelo trabalho.

Eles são voluntários da organização HaYovel, que conduz cristãos a auxiliarem os agricultores judeus que residem nos assentamentos israelenses da Cisjordânia.

Tommy Waller, fundador da HaYovel, menciona a profecia de uma passagem do livro de Jeremias, que fala: “Eu a edificarei mais uma vez, ó virgem, Israel! Você será reconstruída! (…) De novo você plantará videiras nas colinas de Samaria” (Jeremias 31:4;5).

Mas essa região também se encontra no centro do conflito israelense-palestino. É nela que os palestinos estão buscando firmar um futuro estado, em conjunto com Jerusalém Oriental e a Faixa de Gaza.

De acordo com Waller, ajudar os colonos judeus a realizar o cultivo da terra quer dizer fazer parte do cumprimento da profecia. “Como cristão, como uma pessoa que acredita na Bíblia, foi incrível chegar a um lugar onde minha fé era palpável”, conta Waller.

“Compartilhamos uma semelhança entre o cristianismo e o judaísmo, que é a nossa Bíblia, nossa Escritura”, revelou Waller em meio a uma vinha nos arredores de Har Bracha.

Na véspera das eleições de Israel, Netanyahu efetivou a renovação de sua promessa de anexar partes da Cisjordânia se caso ele vencer.

“Os evangélicos acreditam que Judeia e Samaria são terras bíblicas, porque são”, expôs Mike Evans, o fundador do museu ‘Friends of Zion’. “Achamos que desistir da Judeia e Samaria trará paz? De jeito nenhum”, mencionou Evans, que é integrante da Iniciativa de Fé do presidente americano Donald Trump.

Por causa da promessa de anexação, os palestinos estão preocupados se Trump vai apoiar Netanyahu.

“Da mesma maneira que anexaram Jerusalém, eles querem anexar a Cisjordânia e em breve ouviremos sobre Trumpreconhecendo a anexação da Cisjordânia”, contou IzzatQadous, um professor aposentado da vila palestina IrakBurin.

De acordo com a Reuters, alguns israelenses estão com medo de que os cristãos tenham uma agenda missionária, procurando convertê-los.

“Essas pessoas estão buscando a Deus como nós estamos buscando a Deus”, declarou Waller. “Obviamente, temos nossa própria crença messiânica, mas essas são coisas futuras, no Reino vindouro”.

Nir Lavi, proprietário da vinícola Har Bracha, relata que a colaboração da Hayovel para seus negócios vem sendo mais do que financeira. “Somos gratos”, confessou Lavi. “É uma fase totalmente diferente de nossa própria jornada — a redenção do povo judeu em sua terra”.

 

 

0 0 vote
Article Rating
Etiquetas
Comentários
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Botão Voltar ao topo
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x
Fechar