Presidente da Venezuela é acusado fazer rituais envolvendo sacrifícios de humanos

A pesar das acusações, o ditador se diz cristão e afirma orar todos os dias.

 

Presidente da Venezuela é acusado fazer rituais envolvendo sacrifícios de humanos.Maduro está sendo acusado de pagar por sacrifícios humanos em Cuba.

Presidente é acusado fazer rituais envolvendo sacrifícios de humanos. Maduro está sendo acusado fazer rituais envolvendo sacrifícios humanos. Hugo Carvajal, ex chefe de inteligência e contra inteligência militar, relatou em uma carta aberta, que o presidente venezuelano é devoto de Santería, uma religião oriunda da África que pratica sacrifícios humanos objetivando agradar aos deuses.

Segundo ele, o objetivo principal da carta seria explicitar o alto nível de falsidade de maduro, bem como as barbáries praticadas por ele.

Sendo uma peça chave no regime venezuelano. Hugo relata na carta que a entrevista concedida pelo presidente (onde ele tenta camuflar a triste situação do país e afirma ser cristão) é completamente falsa.

“Você é um devoto de Santeria, seguidor de Saibaba”, afirmou Carvajal.

Segundo o que relata a denúncia feita, Maduro seria um fiel seguidor de um guru chamado SaiBaba , que seria a reencarnação de um ser divino em forma humana. O guru afirmava ser a encarnação de Shirdi Sai Baba. Um importante líder religioso do século XIX. Que é venerado por muçulmanos e hindus.em seus ensinamentos, ele afirmava que um dia viria a se tornar Prema Sai Baba, encarnação divina do líder. Que levaria a terra a alcançar a paz mundial.

Em sua carta de denúncia, Hugo diz que Maduro teria enviado à Havana, capital de Cuba uma mala com US$ 500 mil em dinheiro através de um avião da PDVSA (petroleira venezuelana) para que diversos rituais com sacrifícios humanos fossem feitos em seu favor.

Entretanto, em fevereiro deste ano, maduro afirmou ser cristão e orar todos os dias. O material da entrevista foi confiscado na época quando a gravava foi interrompida pelo ditador. Por isso, o material apenas veio ao conhecimento do público recentemente.

“Eu sou um homem apegado a valores espirituais, a valores legais. Um cristão profundo, praticante, diário, um homem de oração”, disse o ditador.

A entrevista foi concedida na época ao jornalista mexicano-americano Jorge Ramos. Que questionou duramente o modo de governar do presidente.

 

 

 

Etiquetas
Comentários

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of
Botão Voltar ao topo
Fechar