Brasil

Juíza manda medir saia de advogadas

moda deveria ser aplicada a igreja?

Juíza manda medir saia de advogadas

Maria Valéria Veiga de Oliveira, juíza é diretora da Comarca de Iguaba Grande, Região dos lagos, quer manter a ordem no Fórum.

Para isso, ela determinou que as saias das advogadas sejam medidas por régua ou fita métrica.

Detalhe, a saia tem que ser medida logo no acesso ao  Fórum.

Porém, a OAB (Ordem dos advogados do Brasil) foi comunicada e denunciou o caso para a Corregedoria do Tribunal de justiça, nessa quarta-feira (23/11), que vai investigar o caso.

Segundo a juíza, as roupas profissionais tem que estar no máximo a 4 centímetros do joelho.

“Que coisa machista e lamentável. Nem parece que veio de uma mulher… A juíza é responsável pela falta de respeito dos funcionários para com as advogadas.” Diz Margoth Cardoso, presidente da OAB de Iguaba Grande.

Para ser respaldada pela justiça, a juíza colocou uma foto de referência logo na porta de acesso do Tribunal e mandou os seguranças medirem as roupas das advogadas.

Pressionado, o órgão disse que a juíza não tem direito legal para fazer isso.

Segunda a ordem dos advogados do Brasil, já ouve tentativas de diálogo com Maíra para tentar cancelar a ordem.

Segundo informações, as advogadas estão se sentindo humilhadas. Uma delas teve que costurar o casaco na barra da saia para permanecer dentro do fórum.

Outra colega teve que inclinar os joelhos para dar a medida que é pedida pela juíza.

Apesar de todo barulho, a juíza se manteve irredutível.

Imagina se a moda pega dentro das igrejas? Imagina a cena… As irmãzinhas chegando e a mulher do pastor que sempre leva a fama da ciumenta da igreja na porta, com a régua na mão e mandando as irmãzinhas embora para casa por faltar pano no vestido?

Seria Cômico se Não Fosse Trágico.

Etiquetas
Comentários

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of
Botão Voltar ao topo
Fechar