Brasil

Carta Capital Sugere que Ministra faça sexo com Jesus

Conteúdo foi repudiado por setores da sociedade

Carta Capital Sugere que Ministra faça sexo com Jesus
foto: Instagram

A revista Carta Capital, publicou na edição de 20 de novembro de sua revista impressa, um texto intitulado ‘’Mulheres que envergonham as mulheres’’.  

O texto faz críticas a diversas personalidades femininas, dentre elas muitas mulheres famosas, como a: juíza Carolina Lebbos, a ministra Carmém Lúcia, a jornalista Leda Bagle, a deputada Janaina Paschoal, a atriz Regina Duarte, a ministra Damares, entre outras mulheres. 

A revista, no entanto, adotou um tom mais agressivo nas críticas direcionadas a ministra da mulher, família e direitos humanos. E chegou a recomendar que Damares tivesse uma relação sexual com Jesus. 

O ato foi condenado por instituições jurídicas, governamentais, e também por personalidades do mundo gospel.  

A OAB foi uma das instituições que repudiaram o feito, a instituição escreveu uma nota oficial de repúdio contra o conteúdo publicado pela revista. 

‘’A Comissão Nacional da Mulher Advogada do Conselho Federal da OAB e a Associação Brasileira de Mulheres de Carreiras Jurídicas – Comissão São Paulo vêm à público manifestar repúdio ao conteúdo veiculado pela revista Carta Capital intitulado “Mulheres que envergonham as mulheres” na data de 20 de novembro de 2019. A matéria traz um rol de mulheres em posição de poder e projeção (políticas, mulheres de carreiras jurídicas, atrizes etc.), que, no julgamento da revista, envergonham outras mulheres.’’ Diz o primeiro parágrafo da nota. 

As alusões trazidas na matéria dizem respeito a questões pessoais das mulheres selecionadas pela revista e foram usadas em tom depreciativo, desqualificando-as. No lugar de discordar de seus posicionamentos, atitudes ou comportamentos, a revista, valeu-se de assuntos de foro íntimo/pessoais e de estereótipos de gênero.’’ publicou a OAB em seu site oficial.  

 A Secretaria Nacional de Políticas para as Mulheres, também se posicionou contra a revista. A secretaria postou um texto público, repudiando o conteúdo da reportagem, aonde diz que: ‘’Seu conteúdo, demonstra desrespeito às mulheres e promove discurso de ódio”. 

 

 

 

0 0 vote
Article Rating
Etiquetas
Comentários
Subscribe
Notify of
guest
8 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Botão Voltar ao topo
8
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x
Fechar