BrasilIgrejaJustiçaPolitica

Governo do Paraná assina lei de reabertura de igreja.

Igrejas comemoram

Nesta quinta-feira (21), o governo do Paraná liberou a reabertura de igrejas e templos religiosos em todo o estado.

A lei sancionada pelo governador Ratinho Jr, coloca os locais como “atividade essencial “ e ainda proíbe o fechamento durante períodos de calamidades públicas.

Pela lei, o número de pessoas presentes poderá ser limitado, dependendo da gravidade da situação e por decisão “devidamente fundamentada da autoridade competente, devendo ser mantida a possibilidade de atendimento presencial em tais lugares”.

Até então, as igrejas estavam proibidas, por decreto do governo do Estado, de promoverem cultos e aglomerações de pessoas, podendo apenas realizar atendimentos individuais.

Para isso, foi feito um protocolo com.34 artigos, que podem ser alteradas a qualquer momento.

Todas essas medidas deverão ser seguidas pelas igrejas e templos religiosos levando em consideração que os critérios são objetivos ,técnicos e científicos.

As medidas de segurança continuam valendo para a segurança dos fiéis , tendo o afastamento mínimo de dois metros entre pessoas, ocupação máxima de 30% da capacidade do local.

É preferencial o uso de cadeiras e bancos individuais durante os cultos, dentro do número máximo permitido de pessoas no local.

Quando o banco for de uso coletivo, deverá ser demarcado, indicando onde as pessoas deverão sentar para garantir o afastamento mínimo de dois metros.
Também deve ser evitado a aproximação de pessoas e outras formas de contato físico como dar as mãos, beijos ,abraços, aperto de mãos, etc.

Devem ser entregues nas mãos dos fiéis elementos de e ritos religiosos e não na boca.

Todos os locais deverão ter álcool em gel para que os frequentadores possam usar, com os fracos e dispensadores em locais der fácil acesso.

E por fim, todos os fiéis e auxiliares devem usar máscaras de tecido durante a celebração, por ser recomendado o uso sempre que a população estiver fora de sua residência, portanto é obrigatório pra todos .

Etiquetas
Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar