BrasilIgrejaJustiçaPastorPolêmicas

Testemunha afirma que a deputada Flordelis, punia crianças com pimenta na boca e choca internautas.

Uma testemunha encontrada por investigadores durante a segunda fase do caso do Pastor Anderson do Carmo, disse que a deputada Flordelis (PSD), agridia as crianças físicamente e algumas vezes, eram  punidas até com pimenta na boca.

A ex-funcionária da cantora, teria trabalhado com a família no final dos anos 90.

Segundo ela, os filhos adolescentes de Flordelis e Anderson, que foram acolhidos, trabalhavam o dia inteiro, e todo o dinheiro era repassado ao casal.

O depoimento foi dado por Maria Aparecida Limeira, de 69 anos, no dia 18 de outubro, na delegacia de homicídios de Niterói, São Gonçalo, Itaboraí e Maricá.

Segundo o jornal Extra o qual teve acesso ao depoimento, Maria Aparecida  ” percebeu que algumas crianças, quando faziam bagunça ou se comportavam de forma que desagradasse, apanhavam fisicamente de flor-de-lis” .

Em outra parte, contou que presenciou Flordelis ou  Anderson “passando pimenta na boca de quem falasse palavrão”.

A mulher também relatou que trabalhou de forma voluntária na casa da pastora, após conhecer o trabalho e a frequentar a igreja da deputada , pois acreditava no “bom acolhimento daquelas crianças” ponto na semana passada, o Lucas Santos, que está preso em, em depoimento disse que a mãe teria um bastão de beisebol para abrir as para de bater nos outros”.

A delegacia está na segunda fase de investigação, apurando como era o convívio dos pastores Anderson do Carmo e Flordelis com seus filhos,  buscando alguma informação que possa levar a morte de Anderson.

A cantora prestou seu último depoimento, no dia 21 de maio, na delegacia de Homicídios em Niterói, acusada de tentar persuadir Lucas Santos, filho adotivo da cantora, a assumir a autoria total do crime.

O pastor Anderson foi assassinado na garagem de sua casa, com 31 tiros , e dois filhos de sua esposa, estão presos, acusados pela morte do pastor.

Fonte: Jornal Extra.

Etiquetas
Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar