CuriosidadesEventosMundo

Vinha de Nabote é encontrada

O local é citado na Bíblia.

A bíblia relata uma história trágica onde o rei Acabe e Jezabel tomar uma vinha, que era herança de Nabote, por meio de assassinato.

A vinha que ficava em Jezreel, pode ter sido encontrada por arqueólogos.

Durante uma escavação, arqueólogos em 2013, encontraram assim desde então passaram a explorar .

De acordo com o relato bíblico, a vinha de Nabote ficava em Jezreel, ao lado do palácio do Rei Acabe.

Porém, o rei queria aquelas terras para fazer uma horta e logo ofereceu um valor para Nabote, para que pudesse ter uma vinha melhor.

No entanto, Nabote se negou vender, visto que era herança de seus pais, segundo a lei de Moisés, não poderia se destituir delas.

O Rei Acabe ficou aborrecido, e Jesabel, sua esposa e rainha, pediu para quê arrumassem falsas testemunhas dizendo que Nabote amaldiçoou a Deus e ao seu rei.

Nabote então, foi apedrejado até a morte e a vinha foi possuída por Acabe.

Por causa desse pecado, o profeta Elias, em Nome de Deus condenou a Acabe.

Não é possível datar o local encontrado pelo pesquisadores, de acordo com a Dra. Norma Franklin, do Instituto Zinman de Arqueologia da Universidade de Haifa, ao site Jerusalem Post.

Mas vários fatores encontrados no local, indica que ele é compatível com a vinha descrita na bíblia.

“Com esses tipos de estruturas, podemos avaliar quando foi a última vez que elas foram usadas — neste caso, bastante tarde, por volta do primeiro século d.C. — mas não quando elas foram construídas”, falou Franklin.

“Os eventos descritos na Bíblia costumam ser considerados por volta do século 9 a.C. É possível que a vinícola já existisse naquela época, mas é difícil dizer. No entanto, alguns estudiosos acreditam que a história foi realmente escrita mais tarde, por volta do século 6 a.C., quando podemos afirmar com certeza que a vinícola já estava em operação”, acrescentou Franklin.

A tecnologia de produção de vinho usada em Jezreel era bastante arcaica, envolvendo pessoas que pisavam as uvas com os pés, pelo menos quatro pessoas por vez, segundo Franklin.

“Outro elemento que foi muito emocionante para nós é que, há vários anos, pegamos amostras do solo de um kibutz (comunidade judaica) para descobrir onde seria possível cultivar uvas […] Os resultados mostraram que em toda a área havia apenas uma pequena região que seria boa para as vinícolas, exatamente onde ficava a antiga vinha [de Nabote]”.

Enquanto as escavações estão paradas, os arqueólogos têm publicado suas descobertas recentes.

Fonte: Guia-me com informações de Jerusalém Post

Etiquetas
Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar