Como a predestinação e a eleição estão relacionadas com o conhecimento prévio?

Saiba Mais

Revelação sobre o fim da internet está deixando internautas desesperados

Revelação sobre o fim da internet está abalando o mundo. Um pastor da Igreja Assembleia de Deus  Belém do...

2021 ano de profecias! Revelação para Brasil, deixa Igrejas evangélicas em alerta

Alerta urgente para todos pastores do Brasil e do Mundo, O pastor João de Sousa usou a rede social...

Quem é a Cantora gospel entrou em falência e volta a morar com a mãe

Em tempos de pandemia não tá fácil pra ninguém. Agora que muitos cantores do meio gospel não tem mais...

Cantora evangélica polemiza na internet: “viciada no meu macho”

E o clima é só Love lá pelas bandas de Niterói, no Rio. A cantora Mariana Valadão fez uma...
Dayana Ribeiro da Silva
Dayana Ribeiro da Silvahttps://www.obuxixogospel.com.br/
Dayana Ribeiro Desde menina sempre foi apaixonada por televisão, noveleira assídua desde as tramas alá Maria do Bairro ou intensas como o furacão Carminha. Formada em Publicidade e Propaganda em 2014. Escreve desde que se conhece por gente.

Publicado em:

“Pré-conhecimento, com referência a Deus, conota pré-ordenação. A doutrina da eleição afirma que Deus escolheu aqueles a quem ele salvaria. ” Em outras palavras, Deus decidiu antes de nós nascermos quem acreditaria em seu Filho para a salvação. Ele elegeu alguns e não outros. Esta é uma doutrina complexa e muito disputada; até mesmo impopular entre muitos cristãos.

Eles acreditam que se Deus predestinou alguns para serem encontrados e outros para serem perdidos, então compartilhar a mensagem do evangelho das boas novas é fútil, então não pode ser verdade. Eles não consideram esta doutrina consistente com um Deus amoroso que deseja que todos sejam salvos. No entanto, pastores, como Tim Keller, argumentam o contrário. Esses são grandes conceitos e merecem muita atenção.

Vá para Paul para referência

- Advertisement -

Pois aqueles que antes conheceu, também os predestinou para serem conformes à imagem de seu Filho, a fim de que ele seja o primogênito entre muitos irmãos (Romanos 8:29).

Ele nos escolheu nele antes da fundação do mundo, para que sejamos santos e irrepreensíveis diante dele. Em amor, ele nos predestinou para adoção para si mesmo como filhos por meio de Jesus Cristo, de acordo com o propósito de sua vontade (Efésios 1: 4-5).

1. Predestinação em poucas palavras. Destino é “o lugar para onde alguém está indo ou para onde algo está sendo enviado ou levado”. O sufixo “pré” significa simplesmente “antes”. Biblicamente, a doutrina da predestinação ensina que Deus sempre soube se iremos para o céu ou para o inferno quando morrermos, e nada mudará o resultado.

2. Conhecimento prévio: uma habilidade onipotente. “Frente” pode significar antes ou à frente. Se você tivesse “conhecimento de algo antes que ele exista ou aconteça; presciência ”em todos os assuntos, você teria presciência. No sentido teológico, é o conhecimento de tudo, não de algumas coisas. Só Deus tem esse poder.

3. Eleição (o tipo não político). “Teologia: a escolha por parte de Deus dos indivíduos, seja para uma obra particular ou para favor ou salvação”. Deus escolhe pessoas para a salvação e para certos papéis, como ensino, obras de misericórdia e assim por diante. Ele escolheu os profetas e apóstolos para um trabalho especial. Pessoas em particular, como Billy Graham e CS Lewis, serão enormemente influentes para o evangelho, mas cada indivíduo eleito terá um testemunho. Não escolhemos Deus ou nossos papéis; ele nos escolhe.

Relacionado, mas diferente

Saber algo com antecedência é o primeiro passo na escolha de Deus para nos salvar: Ele conhece cada detalhe de cada parte da vida, em todo o globo e no universo. Deus vê a eternidade no passado, no presente e no futuro: como parece na superfície; o que se sente sob a pele. Em segundo lugar está a eleição: Decidindo. A onisciência do Todo-Poderoso permite que ele faça escolhas perfeitas. Ele cria um plano de acordo com sua “boa vontade” (Filipenses 2:13). O terceiro é açao: Determinar um lugar para cada um de nós em seu reino ou fora de seu reino, tanto durante nossa vida mortal quanto por toda a eternidade.

Deus onisciente

“Conhecer” é um verbo matizado. A palavra “de antemão” evoca “preordenação” quando o verbo “saber” se relaciona com “seu favor”, como quando Deus escolheu Abraão “para se tornar uma grande e poderosa nação” (Gênesis 18: 18-19). Onde Deus diz, em Amós 3: 2, “só vós conhecestes de todas as famílias da terra”, ele se refere a “relacionamento e favor”. Deus favoreceu Israel.

“Saber” também é íntimo. As passagens da Bíblia freqüentemente dizem que um homem “conhecia” sua esposa ou servo, etc. A igreja é a noiva que aguarda o retorno do Noivo.

Deus nos conhece completamente; suas maneiras de nos conhecer são múltiplas e sua onisciência não apresenta lacunas. Jesus explica em João 15:16 que uma “resposta ao seu chamado” é necessária, certamente, mas ele também deixa claro que “sua escolha deles […] determinou sua escolha dele. A eleição soberana vem primeiro. ” Se não fosse assim, o “conhecimento de Deus” seria “dependente de considerações externas a ele”, retratando Deus como “aprendendo de nós o que faremos”.

O prazer de Deus não é um capricho. Estamos predestinados à eleição de acordo com esse conhecimento. Deus é o criador e o guardador do pacto, então podemos confiar que o que ele predestinou ele realizará (Filipenses 1: 6).

Lacunas em nossa teologia

O fato de que nós não saber é extremamente frustrante. Conhecemos as riquezas do amor de Deus e queremos que todos experimentem seu poder transformador. Nosso Senhor também sabe como nos sentimos; nossos relacionamentos com os incrédulos em casa, no trabalho e em nossos círculos sociais foram predeterminados por nosso Pai onisciente. Confiando em sua presciência, podemos “confrontar [] a vida cultural e intelectual de nossos dias e leigos [] reivindicar toda a verdade como o território do Deus majestoso. ”

O “propósito de Deus se estende de eternidade a eternidade, assegurando seu povo na graça para sempre” (Romanos 8: 29-30). Somos fracos, nosso entendimento é limitado, mas “a intenção de Paulo” é “encorajar os crentes à luz de nossas fraquezas”. Estamos confiantes na capacidade de Deus de “fazer com que todas as coisas juntamente para o bem” (Romanos 8:28), porque “Deus iniciou uma obra salvadora por nós que infalivelmente realizará para nossa glorificação final”

Podemos e devemos ser tranquilizados pelo fato de que nossa salvação não é baseada em “comportamento ou ações”, mas na justificação pelo sangue de Cristo de acordo com a predeterminação de Deus. ” A alternativa é para nós, por nosso “conhecimento” limitado, depositar nossas esperanças em nossos próprios planos e em nosso conhecimento inadequado. Que perspectiva assustadora; dificilmente se poderia convencer um incrédulo a ter esperança em algo tão finito e impotente.

A esperança da matéria

“Se pudermos ter certeza do mais profundo de nosso coração que essa promessa é verdadeira, então seremos os mais livres de todas as pessoas. Na liberdade da ESPERANÇA, amaremos uns aos outros e brilharemos como luzes em um mundo escuro. ” Este é um “poder prático”. Ficamos livres da ansiedade pela doutrina da predeterminação.

A esperança “supera o desânimo, a depressão, a irritabilidade, a ansiedade e o suicídio”. A esperança “vence a luxúria, a ganância e a vã ambição”, que “são apenas substitutos de curto prazo” para a esperança. Isso é algo que vale a pena compartilhar.

No entanto, por que se preocupar em compartilhar o evangelho se o Todo-Poderoso já decidiu quem estará com ele no céu? Participamos porque Deus nos convida a ter fé; confiar em sua bondade e sua glória. “Sem fé não podemos agradar a Deus” (Hebreus 11: 6). Não há nada mais que possamos dar ao Senhor, exceto nossa fé. Ele tem tudo o que precisa para completar seu trabalho, mas nossa fé lhe dá prazer. Também nos liberta.

Orar para que nossos entes queridos creiam e sejam salvos nos dá paz. “Ninguém é um caso perdido! Do ponto de vista humano, muitos parecem totalmente perdidos e perdidos, mas como a salvação é pela eleição de Deus, devemos tratar a todos e a todos com esperança, pois Deus chama os mortos à vida através de nós ”, escreve Tim Keller.

Conexão Pacífica

Aqui estão três razões pelas quais a conexão entre presciência, predestinação e eleição deve nos dar paz:

1. O plano de Deus não é sobre nós. Nosso desejo de que nossos entes queridos sejam salvos é bom, é compreensível, mas se for o ponto focal de nossas orações, então ficaremos freqüentemente preocupados e inseguros, pois os entes queridos falham em abraçar o evangelho. “A indizível maravilha da predestinação” é, no fundo, sobre a “glorificação preeminente de Cristo na glorificação de seu povo.

2. Deus não é um “Deus irado e caprichoso que age arbitrariamente”. Ele governa, ele reina, e nenhuma “partícula subatômica rebelde existe fora do amoroso controle providencial de Deus – mesmo na questão da salvação”. Quando nos desesperamos com o assunto, paramos de confiar no Senhor. “A predestinação é uma bela doutrina”, que nos incentiva a confiar mais em Deus. “Nada acontecerá hoje que não tenha sido cuidadosamente planejado na eternidade passada por um Criador bom e todo-poderoso.”

3. Não podemos perder nossa salvação porque fomos escolhidos pelo Senhor para estar com ele por toda a eternidade. Não conquistamos nosso lugar e não podemos perdê-lo (Romanos 8: 31-39). Predestinação significa que nossa salvação está “eternamente fundamentada em um Deus soberano e bom”. Pense desta forma: “se Deus tivesse me dado o que eu exigia – justiça – então eu estaria recebendo a ira que meus pecados merecem neste momento. Mas ele me deu – e milhões de outras pessoas ao longo de sua linha do tempo que se desdobra na história – algo que nenhum ser humano merece: misericórdia. E não há nada de que precisamos mais. ”

Deus sabe. Ele decide. Ele age. A salvação depende inteiramente dele e não podemos mudar sua mente. Podemos ser gratos porque a salvação de ninguém depende de nós, nem mesmo a nossa.

Crédito da foto: © iStock / Getty Images Plus / stocksnapper


Candice Lucey é escritora freelance de British Columbia, Canadá, onde mora com a família. Saiba mais sobre ela aqui.

- Advertisement -
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
- Advertisement -

Últimas

Revelação sobre o fim da internet está deixando internautas desesperados

Revelação sobre o fim da internet está abalando o mundo. Um pastor da Igreja Assembleia de Deus  Belém do...
- Advertisement -

Veja Mais

- Advertisement -
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x
Open chat
Envie seu conteúdo agora!
Envie seus flagras e suas denúncias para a redação do O Buxixo Gospel.