Politica

Estado de saúde de Bruno Covas piora e internet diz que é punição divina

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas, que vem tratando de um câncer desde 2019, descobriu essa semana que a doença se espalhou para outras partes do corpo e por consequência disso vai ter que reiniciar um novo tratamento.

Mãe de Jonathan Nemer tem piora no quadro de saúde

Segundo boletim médico, Bruno Covas teve metástase do câncer para os ossos e fígado e na quarta-feira (21), os médicos constataram a presença de líquido nas pleuras, tecidos que revestem os pulmões e o tórax, e por isso ele se mantém internado.

Entretanto, apesar de todos os esforços para combater a doença, o que se diz pela internet é que Bruno Covas vem sendo punido por Deus após não cumprir uma promessa que fez durante as eleições de 2020.

Isso porque, durante a corrida pela prefeitura da capital, Bruno Covas percorreu diversas igrejas evangélicas, sendo uma delas a Assembleia de Deus. E em um dos seus discursos, na presença de pastores e milhares de pessoas, ele prometeu que “enquanto eu for prefeito de São Paulo, ninguém bota a mão na igreja”

Entretanto, o que se viu desde que ganhou as eleições foi o fechamento das igrejas por meio de decretos inconstitucionais.

De acordo com alguns pastores, Bruno Covas ficou calado diante de tal agressividade, foi procurado por muitos líderes religiosos, mas não fez questão de recebê-los, mostrando o descaso com as promessas de Deus.

Assim, o que dizem é que o prefeito de São Paulo vem recebendo punição divina por ter usado do povo evangélico quando precisou nas eleições e que depois de eleito, teve a capacidade de esquecer das promessas de não fechar os templos mesmo com a pandemia do coronavírus, sendo uma afronta ao povo de Deus que esteve com ele nessa luta.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo