Notícias Gospel

Atleta medalhista de ouro sofre perseguição nas Olimpíadas por causa de sua fé:” Rejeitam a verdade”

Sydney entende , que o fato de ser criticada e rejeitada, não é por ela mesmo, e sim por Jesus, o qual ela carrega dentro de si.

A americana Sydney McLaughlin, de 22 anos, que conquistou medalha de ouro medalhista de ouro nos Jogos Olímpicos de Tóquio, reclamou que foi criticada por falar de Jesus na competição.

 A jovem atleta gravou um vídeo, ainda em Tóquio, depois de sua participação, contando que por causa de sua fé, as pessoas não reagiram bem a sua comemoração, mas publicou só esta semana no Instagram. No entanto, ela decidiu retirá-lo do ar dias depois.
“Eu realizei um dos sonhos da minha vida e, para ser sincera, muitas pessoas não reagiram como pensei”, disse ela,que bateu o recorde mundial dos 400 metros com barreiras.

McLaughlin revela que tem tido cautela em seu comportamento diante das pessoas para que em tudo ela possa glorificar o nome de Deus.
 “muito cautelosa em como me comporto, nas coisas que posto, porque quero glorificar Deus e eu queremos ser um bom exemplo para as pessoas, mas nosso mundo só aceita a ignorância.”
Sydney entende , que o fato de ser criticada e rejeitada, não é por ela mesmo, e sim por Jesus, o qual ela carrega dentro de si.

“As pessoas rejeitam a verdade. Eu sei que elas não estão me rejeitando. Elas estão rejeitando o Jesus que vive em mim. Tudo bem, mas estou apenas sendo sincera, tipo, às vezes minha carne tem um problema com isso”, afirmou.

A americana então confessa: “Sou muito grata por ter um relacionamento com Deus da maneira que tenho, porque, sem Ele, acho que eu estaria enlouquecendo agora. Há tantas coisas que não entendo sobre o mundo, sobre o nosso esporte, sobre a nossa cultura. Muitas vezes não faz sentido.”

Por fim, ela pede respeito a sua trajetória de vida e seu esforço para vencer as Olimpíadas, da qual muitos de sua equipe não conseguem enxergar.

“Isso me surpreende. As pessoas que foram minhas companheiras de time, que me viram morrer todos os dias nos treinos, acreditam que estou aqui hoje porque tenho seguidores [no Instagram], porque tenho a pele clara. Não consigo controlar a cor da minha pele. Não posso controlar quem pressiona o botão de seguir, mas posso controlar o que faço naquela pista e isso não é respeitado”, desabafou.

Comentários

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo