Mundo

Biden na berlinda após tragédia no Afeganistão: ‘Deus ajude os americanos que abandonamos’

Presidente dos EUA é alvo de críticas por causa de sua decisão desastrosa

Na terça-feira, o presidente Joe Biden defendeu sua decisão de deixar o Afeganistão antes de evacuar com segurança todos os cidadãos americanos e aliados restantes. O presidente chamou a missão de “sucesso” e afirmou que era hora de encerrar a guerra mais longa dos Estados Unidos.  

“Resumindo, 90 por cento dos americanos que queriam deixar o Afeganistão puderam sair”, afirmou Biden. “E para os americanos restantes, continuamos comprometidos em tirá-los de lá. Para os americanos restantes, não há prazo, continuamos comprometidos em tirá-los se quiserem. ”

“A saída em 31 de agosto não é devido a um prazo arbitrário. Foi projetado para salvar vidas americanas ”, continuou Biden. “Eu não iria estender essa guerra para sempre e não iria estender essa saída para sempre.”

O discurso foi criticado por muitos, incluindo Meghan McCain, que anteriormente expressou profunda gratidão a Biden por sua gentileza depois que o senador John McCain foi aprovado, ficou particularmente preocupado com o discurso de Biden.

Houve tiros comemorativos ouvidos em Cabul na noite de segunda-feira, quando o último vôo dos EUA deixou o Afeganistão. O major-general do Exército Chris Donahue, que liderou a missão de evacuação, foi o último a embarcar no vôo final pouco antes da meia-noite de segunda-feira, marcando o fim da retirada dos Estados Unidos.  

“Todos os militares dos Estados Unidos estão agora fora do Afeganistão”, anunciou o general Kenneth McKenzie, comandante do Comando Central dos Estados Unidos, logo após a decolagem do vôo. “Posso dizer isso com 100 por cento de certeza.”

De acordo com o Secretário de Estado Anthony Blinken, cerca de 120.000 pessoas foram evacuadas em 17 dias, mas cerca de 200 cidadãos americanos permanecem no país agora sob controle do Taleban.  

“Muitos são americanos de dupla cidadania, com raízes profundas e famílias extensas no Afeganistão que residiram lá por muitos anos”, explicou Blinken. “Para muitos, é uma escolha dolorosa.”

O Departamento de Estado dos EUA vê a diplomacia como a principal esperança para tirar os cidadãos e aliados dos EUA do país.

Meghan McCain criticou o discurso do presidente Joe Biden sobre a conclusão da retirada dos Estados Unidos do Afeganistão na terça-feira, em um momento tweetando: “Eu não reconheço este homem.”

A ex-co-anfitriã do “The View” e filha do falecido senador John McCain – um antigo colega de Biden no Capitólio – questionou a alegação do presidente em seu discurso de que a evacuação de americanos e aliados afegãos havia ocorrido tão bem quanto possível.

“Este homem na TV fazendo este discurso, eu não reconheço este homem”, acrescentou ela. “Deus ajude nosso país. Deus ajude os americanos que abandonamos. ”

Comentários

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo