Notícias Gospel

“Traficantes evangélicos” fecham pacto para expandir mundo do crime no RJ

Os bandidos se dizem evangélicos só por se oporem ao candomblé e demais religiões de matriz africana.

Bandidos que se dizem evangélicos se unem a milicianos para aumentar conglomerado ilícito denominado por eles de “Complexo de Israel”. É a força do tráfico e da milícia juntos em nome do crime.

Segundo o jornal Extra, , um inquérito da Polícia Civil mostra o pacto feito entre os grupos. O “Complexo de Israel” atualmente abrange Vigário Geral, Parada de Lucas e Cidade Alta ( Rio de Janeiro).

Ainda de acordo com a reportagem, a polícia descobriu o acordo ao investigar um duplo homicídio no Quitungo, no mês de junho de 2020.

Os bandidos se dizem evangélicos só por se oporem ao candomblé e demais religiões de matriz africana.

Na prática, não tem nada a ver com o cristianismo, mas a mídia para rotular assim para manchar a imagem das verdadeiras pessoas ligadas ao movimento evangélico no Brasil.

Comentários

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo