Pastor Lucinho detona cristãos que idolatram seus pets

Para líder evangélico da Lagoinha, há cristãos que amam mais a companhia de animais do que de gente

Pastor Lucinho não aprova tratamento idólatra de cristãos aos pets. Foto: EdiçãoBuxixo

A modernidade traz valores novos e muita das vezes bastante controversos. Como já dizia o ditado, “O tempora, O mores” (Os tempos, os costumes).

A par disso, é inquestionável que nos tempos atuais se prolifera um tipo de amor aos animais para lá de aceitável. Casais que já se sentem realizados somente com um gato ou um cachorro para receber seu afeto, ao invés de um filho.

Nessa toada, até mesmo cristãos ultrapassam ela linha do cuidado correto com os animais, para paixões excessivas e uma verdadeira idolatria aos pets. Algo que é condenável pela Palavra de Deus.

Sobre esse tema, o pastor Lucinho, pastor de jovens da Igreja Batista Lagoinha, fez uma reflexão com seus seguidores no instagram e o assunto rendeu. O pastor teve coragem de dizer algo que poucos falam.

Rebate

Logicamente que quem tem pet não gostou muito da abordagem simplista do pastor e começaram a rebater com outros argumentos mais simples ainda.

“A humanidade é salva pela vontade de Deus e não das pessoas”, escreveu um fiel.

“Se a humanidade merecesse, o que o ser humano se tornou ando preferindo os animais”, disse outro.

“Ai ja não concordo mas entendo. Muitos pets são melhores que muita gente”, disparou outro mais irado.

Por outro lado, houve também muito apoio ao pastor.

“Isso é verdade infelizmente estamos numa geração que da mais atenção e carinho pra um pet, do que para um ser humano Triste”, refletiu um internauta.

“Uma verdade pra ser esfregava na cara de quem ama mais bicho do que ser humano”, escreveu outro seguidor de Lucinho.

E você, qual a sua opinião sobre o assunto?

Sair da versão mobile