Polêmicas

Pastor da Assembleia humilha mulheres que desejam ser pastoras: “nem por consideração”

"Agora tá uma moda de pastora", disse o pastor

Um pastor presidente da Assembleia de Deus em Pernambuco detonou mulheres evangélicas da denominação que sonham em um dia ser consagradas ao cargo de pastoras. Identificado como Roberto José, presidente da AD Abreu e Lima no Estado, o líder criticou quem chama, mesmo que por consideração, mulher de pastor de pastora.

“O irmão será consagrado Pastor, mas a irmã não é Pastora não. Aqui não tem pastora, nem consagrada e nem de consideração. Não tem Pastora, mas é a esposa do Pastor. Não tem consideração de Pastora e isso é preciso ficar bem claro. Porque agora tá uma moda de pastora. Cada um fica na vocação que foi chamado“, falou o pastor Roberto.

Pastora na Assembleia de Deus não pode

Em igrejas pentecostais, como a Assembleia de Deus, não é aceito a ordenação de mulher ao ministério pastoral. A igreja do pastor Roberto José é ligada à Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil, a mais conservadora e que ainda mantém essa doutrina.

Por outro lado, a Assembleia de Deus Madureira já permite e ordena em seus quadros mulheres a pastora. Ela é dirigida pelo bispo Manoel Ferreira, que não é tão conservador quanto o líder da CGADB, José Wellington Junior.

Assista o vídeo onde o pastor detona quem defende essa ideia:

Siga o Buxixo Gospel no Google Notícias e receba as informações bombásticas da TV e dos famosos em primeira mão - Clique Aqui!

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo