Notícias Gospel

Inferno em fúria: Ministra cristã pode ser presa por tuitar versículos da Palavra de Deus

Mãe de cinco filhos, ela é acusada de atacar grupos só por citar a Palavra de Deus

A deputada democrata cristã finlandesa Päivi Räsänen / ADF International

Por Filipe Rocha

A liberdade religiosa é um dos pilares democráticos mais atacados no mundo atual. A secularização e o ateísmo começa a imperar nos governos, consequentemente a voz das igrejas tendem a ser caladas.

Neste ínterim, de perseguição religiosa, um tribunal da Finlândia vai julgar se uma ex-ministra do governo deve ser presa por tuitar um versículo da Bíblia.

A cristã Päivi Räsänen, médica e mãe de cinco filhos, está com julgamento marcado para o dia 24 de janeiro de 2022 em Helsinque e, caso seja condenada, pode ser condenada a dois anos de prisão ou multa. As informações são da ADF International, grupo de defesa jurídica da liberdade religiosa.

A acusação

Räsänen foi denunciada pelo promotor-geral do país em abril de 2021 por, segundo ele, ofender os homossexuais. O promotor entende que ao citar um trecho da Bíblia ela atacou os gays.

“Aguardo os procedimentos do tribunal com a mente calma, confiante que a Finlândia vai respeitar a liberdade de expressão e religião consagradas nos direitos fundamentais e convenções internacionais”, disse Räsänen.

“Não vou recuar de minha convicção baseada na Bíblia e estou preparada para defender a liberdade de expressão e de religião em todos os tribunais necessários. Não posso aceitar que dar voz a crenças religiosas possa acarretar prisão. Defenderei meu direito de confessar minha fé, de modo que ninguém mais seja privado de seu direito de liberdade de religião e de manifestação.”, declarou.

“O propósito do meu tuíte não era, de modo algum, insultar minorias sexuais. Minha crítica era dirigida à liderança da igreja”, defendeu-se a ministra.

Com informações ACI Digital.

Comentários

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo