Gospel

Talibã realiza execuções em massa, afirma missionário

Segundo o missionário, a forma como os Estados Unidos se retirou é "desonrosa e uma horrível quebra de promessas"

Menos de um mês depois que as tropas americanas se retiraram  do Afeganistão, o Taleban começou a prender e, em alguns casos, a executar, pessoas que consideravam seus inimigos.  

Fotos e vídeos recentes sugerem que eles estão matando de 30 a 40 pessoas de cada vez, disse o missionário cristão David Eubankex-oficial das Forças Especiais e Ranger do Exército dos EUA, em uma entrevista à mídia. 

Segundo o missionário, a forma como os Estados Unidos se retirou é “desonrosa e uma horrível quebra de promessas …deixando para trás milhares de pessoas que prometemos levar conosco, incluindo cidadãos americanos”, Eubank, que faz parte do Free Burma Rangers e fornece serviços humanitários serviços em áreas devastadas pela guerra, disse à CBN News. 

Em alguns casos, a retirada foi “covarde”, continuou ele, falando do Tajiquistão, vizinho do Afeganistão e para onde muitos afegãos estão chegando depois de fugir do Taleban. 

“Eles [o Talibã] estão caçando pessoas agora, tentando obter todos os nomes de qualquer pessoa que eles percebam como um inimigo”, disse Eubank, acrescentando que os inimigos incluem “pessoas que trabalham com o governo dos EUA, pessoas que estão com outros governos, pessoas que trabalham com organizações não governamentais com as quais não concordam ”. 

ex-oficial, que está no Tajiquistão para ajudar os afegãos, também disse que “muitos foram executados. … Eu vi fotos recentes de 30 a 40 pessoas [sendo executadas]. ” 

David esclareceu que não conhece a escala das mortes ou das prisões, “mas acredito que agora seja em todo o país”. 

“O Taleban está permitindo que os cidadãos americanos com carteira de identidade escapem”,continuou, acrescentando que “qualquer pessoa que não tenha papéis, qualquer pessoa que considere um inimigo, vai prendê-lo e, em muitos casos, executá-lo”. 

As pessoas no Afeganistão “estão aterrorizadas”, acrescentou Eubank. 

De acordo com seu site , o Free Burma Rangers já ajudou 1,5 milhão de pessoas deslocadas que, de outra forma, teriam morrido. 

 Com informações do The Cristhian Post

Comentários

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo