Notícias Gospel

Em viagem, pastor se descobre gay, larga noiva, casa com homem e abre igreja

Depois que eu me assumi, passei a ser atacado dentro da igreja, assim como a minha família

Marcos Gladstone, pastor e fundador da Igreja Contemporânea, em entrevista ao portal Metrópoles contou como se descobriu gay e porque fundou a Igreja. 

Segundo o religioso, sua descoberta foi durante uma viagem a San Francisco, onde viu pessoas gays se beijando e ficou mexido. 

“Ouvi a voz de Deus, revelando que a minha orientação sexual estaria comigo em qualquer lugar, onde quer que eu fosse. San Francisco mudou a minha vida. É a Meca dos gays, uma espécie de terra sagrada, onde eu me descobri”, contou o pastor, que era noivo na época. 

“Eu vi casais gays de mãos dadas, se beijando, vivendo seu amor pleno e isso mexeu demais comigo”, acrescentou. 

Marcos revela que enfrentou um grande preconceito por sua orientação sexual dentro da igreja e na família. 

Foi então que ele terminou seu relacionamento com a noiva, se casou com um pastor-que também era noivo de uma mulher, e em seguida, fundou a Igreja Contemporânea. 

“Depois que eu me assumi, passei a ser atacado dentro da igreja, assim como a minha família. E aquilo se transformou numa missão pra mim. Pessoas de todas as orientações sexuais têm o direito de viver sua fé. Não existe cura gay, mas existe cura para a exclusão, para o preconceito, para o ódio”, ressaltou Gladstone. 

Segundo o pastor, usando um versículo da Bíblia, ele se encontrou livre da mentira que vivia, que é um pecado muito maior diante de Deus. 

“Jesus disse: a verdade vos libertará. Foi o argumento que usei para dar um ponto final nas minhas dúvidas. Viver na mentira seria um pecado ainda maior diante de Deus”, pondera o pastor. 

Comentários

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo