Gospel

‘Orando por meu filho’, diz ex-marido de Urach, após volta dela à prostituição

Andressa Urach anunciou nesta terça-feira (29), que retornou a prostituição.

Após Andressa Urach revelar volta à prostituição como a “Ímola”, seu nome de guerra na boate de prostituição, Thiago Lopes, ex-marido, questionou as recentes declarações da modelo, que anunciou estar retornando à antiga vida. Urach anunciou o retorno a fazer programas.

Seu ex-marido acusa a modelo de ir se prostituir mesmo estando grávida de Leon, fruto do casamento relâmpago dos dois: “Estou orando pelo meu filho”, escreveu.

“Que tipo de pessoa em sã consciência volta a se prostituir grávida? Que tipo de pessoa volta a fumar em plena formação do feto? Estou orando e jejuando pela vida do meu filho”, escreveu.

Entenda

Andressa Urach anunciou nesta terça-feira (29), que retornou a prostituição.
Segundo a modelo, ela foi traída e deixada pelo ex-marido, mesmo estando grávida, além de ter sido humilhada pelo oficial de justiça.
“Quem se separou foi você, me deixou grávida, me traiu. E ainda me humilhou falando que ia me ajudar com um pouco de dinheiro, sabendo que eu não tinha como me sustentar”, diz Andressa na conversa.
Nos stories ela postou prints de conversas entre eles dois, afirmando que está sofrendo ameaças por parte de Thiago.
“Não vou te perdoar por isso. Você nunca me conheceu em fúria. Não volte para casa”, responde Thiago. “Quando você casou comigo, você foi meu cliente e sabia do meu trabalho. Aceitou e achou que eu iria fazer o que já me deixou?”, questiona Andressa.
Andressa revela que o ex quer interná-la por achar que ela abortou o filho Léon, fruto do relacionamento do casal.
“Ele acha que eu tirei o neném e quer me internar. Mas eu não tirei, só estou voltando a trabalhar porque tenho contas pra pagar já que ele me deixou grávida. Eu não ia expor nada. Mas ele me ameaçou. Eu preciso trabalhar. Tenho filhos e conta pra pagar! Ninguém me ajuda e a Universal não me devolv
Comentários

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo