Gospel

Pastor alerta para ecumenismo dentro das Assembleias de Deus e eleição de primeiro pastor homossexual

O religioso deixa claro que não se trata de um discurso de ódio mas sim, alinhamento com a Bíblia. 

O pastor Altair Germano, que é Presidente do Conselho de Doutrina da Assembleia de Deus em Abreu e Lima (IEADALPE), fez um alerta aos líderes evangélicos após o encontro do bispo Abner Ferreira, da Assembleia de Deus Madureira, nesta segunda-feira (4), com o Papa Francisco, líder da Igreja Católica Apostólica Romana.
“Depois do ecumenismo e do sincretismo religioso, a próxima militância de alguns pentecostais brasileiros (acadêmicos, líderes, políticos etc.) poderá ser pela ordenação de homossexuais ao ministério nas Assembleias de Deus no Brasil. Não duvido disso. Eles são livres para assim fazer, e eu sou livre para discordar deles”.
O religioso deixa claro que não se trata de um discurso de ódio mas sim, alinhamento com a Bíblia.
“Discurso de ódio? Não. Apenas alinhamento com aquilo que a Bíblia diz, e que acredito ser verdade absoluta em questão de fé (1 Co 5.9-11; 6.10-11; Ap 22.14-15).Segundo o líder religioso a  Conferência Mundial Pentecostal deixou de ser apenas um evento evangelístico se tornando “uma organização formal e ecumênica, com proximidade com o Vaticano e o Conselho Mundial de Igrejas, já que os membros da CMP e do CMI têm participado dos mesmo eventos”.
A presente informação ainda é pouco disseminada e conhecida entre os pastores assembleianos no Brasil.
De acordo com Almir, desde 2016 já vem sendo realizado a Conferência Mundial Pentecostal com a presença de representantes da Igreja Católica.
“É muito provável que a liderança da Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil (CGADB) não tivesse na época conhecimento das mudanças ocorridas na Conferência Mundial Pentecostal. A posição da CGADB e da sua liderança é oficialmente contrária à prática ecumênica”, disse o pastor.
“A questão ecumênica esteve em pauta na Convenção Geral de 1962, onde ao final das discussões foi proposta uma nota de repúdio ao ecumenismo, a ser publicada no jornal Mensageiro da Paz, voltada para os assembleianos, e que deveria ter o caráter de instruí-los a não aderirem ao ecumenismo.[5] Em 1985 o tema foi novamente abordado.[6] Além disso, o atual Estatuo da CGADB em seu Art. 9°, inciso II, afirma que é vedado aos membros da CGADB “vincular-se a qualquer movimento ou instituição que contrarie os princípios adotados pela IEAD”.
A 26ª edição da Conferência Mundial Pentecostal (agora também ecumênica) está programada para ser realizada de 12 a 14 de outubro de 2022, em Seoul, na Coréia do Sul.
Comentários

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo
Open chat
Envie seu conteúdo e ganhe dinheiro
Envie seus flagras e suas denúncias para a redação do O Buxixo Gospel e ganhe dinheiro.