Atores
Maldição de de Atores que fingem ser Jesus Cristo

Nesta quinta-feira (27), no instagram, a página dos Fatos Desconhecidos, que aborda sobre fatos curiosos, fez um post bem curioso. A postagem falava sobre a sensação de ser Jesus Cristo nos filmes. Trataram o assunto como sendo maldição para aqueles que o interpretam.


No post é relatado que a maioria dos atores que interpretaram Jesus Cristo no cinema sofreram de alguma forma, como se fosse uma ‘maldição’ . Já que Jesus é único e não existe ninguém parecido com ele.

Mercado livre da fé e as canetas ungidas pelo poder da Gretchen


Em “Jesus de Nazaré”, o ator Robert Powell, que atualmente tem 74 anos, falou em uma entrevista para o The Wright Stuff que ele precisou fazer tratamento psiquiátrico. Isso seria depois de começar a se sentir o próprio Cristo, e que ele achava que era a Luz. Em “A Paixão de Cristo”, o ator James Caviezel sofreu um corte de 35 cm nas costas. Ainda foi atingido por um raio.


Um internauta comentou, “Ninguém sabe realmente como Jesus era, ninguém sabe se ele é negro ou branco, nunca poderemos definir algo ou alguém que nunca vimos. Sei que isso é um assunto delicado demais, mas na minha opinião, Jesus não foi feito para ser visto da forma como nós vemos uns aos outros e sim, feito para ser sentido na alma e no coração para quem possui fé. acho que essa discussão pra definir a ‘raça’ de Jesus, de Deus ou qualquer outro Santo não faz o menor sentido”. Outro comentou, “Querem brincar com a imagem de Jesus, Jesus é unico; o caminho a verdade e a vida”.

Vaza fotos íntimas de cantora gospel e tenta suicídio após ex-namorado espalhar boatos que fizeram sexo


A pessoas debateram no comentário do post a respeito da fé, sobre o que é verdade ou não. Mas no fim só resta dizer que, com Deus não se brinca. Interpretar um ser tão único tem suas ‘maldições’.

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do "O Buxixo Gospel. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.