Assembléia de Deus Ministério Madureira, em Brasília (DF), teve seu templo demolido recentemente.

Este ato por parte do governo, está trazendo à tona uma polêmica que vem se arrastando por cerca de três anos, no estado. Sem aviso prévio a derrubada  de templos por ordem do governo e sem ordem judicial tem causado revolta em cristão e simpatizantes.

embora tenha uma alegação por parte do poder público, de que o templo da Assembleia de Deus – e as outras tantas igrejas demolidas – estaria em terreno de propriedade pública, o advogado da AD Madureira, afirmou que não houve qualquer tipo de aviso prévio ou explicação sobre a ordem de demolição.

“Não deram tempo… deram alguns telefonemas, mas já passaram os tratores por cima e derrubaram a nossa igreja”, disse o advogado André Alves.




Conforme imagens divulgadas em uma matéria da RedeTV!,  da  Assembléia de Deus Ministério Madureira ,os membros da igreja que tentaram impedir a demolição foram contidos com truculência, por parte dos policiais que acompanhavam a execução da ordem do governo.

“A partir do momento que ela pega as igrejas e começa a patrocinar a derrubada, deixa de fazer justiça e passa a ser ‘justiceira’… Sendo justiceira, ela está sendo seletiva e ao ser seletiva, marcando igrejas, aí há perseguição religiosa. O Congresso Nacional precisa abrir o olho para isso, porque tem uma turma aí que não gosta de igreja, mesmo não”, destacou o advogado.

 Críticas têm sido feitas ao governador Rodrigo Rollemberg (PSB) em razão das demolições. Deputados da bancada evangélica afirmam que o fato do partido ser de linha socialista tem motivado estas investidas contra as igrejas.



De acordo com o senador Magno Malta, os templos estão sendo alvos do governo, porque há de fato uma perseguição a quem busca preservar os valores bíblicos e assegurar os direitos da Família.

“É a perseguição a quem prega valores. Eles odeiam as coisas de Deus. O governador foi senador comigo. Ele é o lutador ferrenho, um dos maiores defensores da ideologia de gênero.

Conforme reportagem da RedeTV!, sobre  a  Assembléia de Deus , pelo menos 32 igrejas já foram demolidas sem aviso prévio ou ordem judicial pelo atual governo do DF nos últimos três anos. A maioria delas era evangélica.

Ainda segundo os advogados das denominações, o governo de Rollemberg não respeita nem mesmo as liminares judiciais que foram emitidas para suspender as derrubadas dos templos.




O governador negou que suas decisões impliquem em intolerância e após uma reunião com com uma comissão de 35 pastores, prometeu não ordenar a derrubada de mais nenhum templo. Mas cristãos alegam que Rollemberg não manteve sua promessa e mais um templo já foi demolido após o encontro.

“Quem nunca teve palavra não vai ter palavra em meia hora. Quando esses representantes [pastores] saíram [da reunião], ele deve ter ficado rindo, depois que fecharam a porta, porque no outro dia já mandou derrubar [outra igreja]”, acrescentou Magno Malta.

 

Informações : Guiame

 



Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do "O Buxixo Gospel. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.