Michele Collins vereadora evangélica pernambucana pelo (PP) acabou se tornando alvo do repúdio que pode gerar ações jurídicas contra ela, de um terreiro de candomblé (terreiro Nagô). Michelle publicou em sua página do Facebook um post no qual afirmava que estaria “clamando e quebrando toda maldição de Iemanjá lançada contra nossa terra em nome de Jesus”. Advogados da religião em questão já estão colhendo assinaturas.

A postagem da vereadora Michele Collins, que atua com  missionária, foi deletada da mídia social, logo após gerar polêmica com declarações que segundo membros do candomblé que cultuam  orixá, é intolerância religiosa.

Seguido uma foto mostrando várias pessoas orando na praia de Boa Viagem, em Recife (PE), o texto  de Michelle declarava que o Brasil e é do senhor.

“Noite de Intercessão no Recife, orando por Pernambuco e pelo Brasil, na Orla de Boa Viagem, clamando e quebrando toda maldição de Iemanjá lançada contra nossa terra em nome de Jesus. O Brasil é do Senhor Jesus. Quem concorda e crê diz amém”, escreveu ela

 

Pastor Kleber Lucas vai a terreiro de candomblé e dança e bate palmas feliz da vida



Nos  comentários houve quem esteve  a favor e contra. O post de Collins gerou reações diversas. O Terreiro Ilé Àse Òrìsànlá Tàlábí, do município de Paulista, soltou uma nota oficial de repúdio  com alegação que a vereadora cometeu “crime de racismo e intolerância religiosa”.

Segundo a advogada Jacqueline Alves, pertencente ao Coletivo Jurídico do terreiro assinaturas já estão sendo coletadas para a formulação de uma representação no ministério Público contra a vereadora.

“Nós vamos entrar com uma ação no Ministério Público o quanto antes”, enfatizou ela.



Na  terça-feira (6), a assessoria  da vereadora através de uma  nota fez um pedido de desculpas. De acordo a equipe de comunicação de Michele Collins, o texto foi organizada pela pastora Ezenete Rodrigues, de Belo Horizonte, e é parte de um circuito de eventos de oração pelo estado do Pernambuco.

“Diante do exposto sobre uma postagem realizada em suas redes sociais, a vereadora missionária Michele Collins esclarece que em nenhuma momento teve a intenção de ofender ou propagar qualquer mensagem de ódio religioso. Todos sabem que a missionária é veementemente contra qualquer intolerância religiosa, inclusive já deletou a postagem de suas redes sociais, diante dessa falha na elaboração do texto. A vereadora missionária Michele Collins pede desculpas aos que se ofenderam”, diz a nota oficial.

Guiame




Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do "O Buxixo Gospel. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.