O TSE-MG condenou dois candidatos de MG, um sendo deputado  do pastor Valdemiro Santiago, e podem perder os seus mandatos por desobedecer a lei  , que proíbe campanhas dentro da igreja.

Além de Valdemiro Santiago, grandes lideranças religiosas, miram candidato a deputado ou a outros cargos públicos, para apoiarem cedendo os púlpitos para campanhas políticas. Esta, tem sido uma prática comum porém, o TSE-MG está de “olho”.






+ Filho deputado do pastor RR Soares, e envolvimento da igreja da graça em campanhas políticas

Nisto, o Tribunal Superior Eleitoral, condena tal pratica, com multa e ate mesmo cassação, com sério risco de perde o mandato. Isto teria acontecido com dois candidatos. Um deles, que é pastor da Igreja Mundial, seria o deputado que também pediu voto na  instituição.

+ ” Plano” do pastor RR Soares para eleger seus filhos pode se repetir

Um seria o deputado estadual e outro federal, ambos  de Minas Gerais. Os dois acabaram sendo  cassados pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE- MG) nesta terça-feira (21), por terem pedido votos durante um culto realizado na véspera das eleições de 2014.




O deputado Franklin (PP-MG) e Márcio José Oliveira (PP-MG) sofreram condenação por abuso de poder econômico pelo Tribunal Regional Eleitoral de Minas. Os parlamentares recorreram da decisão para não perderem seus mandatos, porém o TSE-MG manteve a decisão anterior.

+ Valdemiro Santiago estaria na pobreza, ou o pastor está querendo ficar mais rico?

O detalhe é que o deputado Márcio Oliveira, também é conhecido como missionário Márcio Santiago, e sobrinho do apóstolo Valdemiro Santiago . Ele estava presente no evento da Igreja Mundial, e que, teria sido ele quem fez o pedido para que os fiéis votassem nos seus indicados.



A ministra Rosa Weber, diante das provas apresentadas, negou o recurso dos réus que, além de perderem os mandatos, ficarão inelegíveis por oito anos. Além dela, votaram pela cassação os ministros Luís Roberto Barroso, Luiz Edson Fachin e Jorge Mussi.




Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do "O Buxixo Gospel. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.