O apostolo Estevam Hernandes que foi muito criticado, e ainda gera discussão por ter tatuado seu filho falecido no ombro, volta a exibir a marca e se defende com ” a liberdade gerada por Cristo”.

Após a morte do filho, bispo Tid, Estevam Hernandes resolveu tatuar a imagem no ombro esquerdo, que algumas declarações seria ” amor ao filho. 

Mas o gosto pelas marcas que também seria uma expressão de amor, Hernandes tatuou a esposa bispa Sônia no punho.




Contudo os evangélicos ainda não aceitam esta forma de declarar amor. Alguns chegam a dizer que a tatuagem no apostolo do filho já falecido, seria uma das maiores expressões de idolatria, visto por uma liderança religiosa evangélica.

Estevam Hernandes, assim como outros cantores e pastores que saíram do convencionalismo, são confrontados pela passagem bíblica de Levítico 19. No entanto Hernandes se defende, apelando para ”  liberdade gerada em Cristo”.

“Muita gente crítica tatuagem baseado em algumas informações de Lev 19 esquecendo se o contexto que fala d cabelo e barba e também a ordenança legal fora da graça, portanto seria uma boa discussão teológica mas vamos nos ater a liberdade gerada em Cristo, e na marca do nosso amor e também da própria palavra gravada em nós”, argumentou.



Embora Hernandes acredite que a “liberdade gerada em Cristo lhe dê o direito de se tatuar, uma internauta resolveu rebater a argumentação do líder da Renascer em Cristo.

“Cada um vai prestar conta de si mesmo! Só não posso fazer do meu achismo uma doutrina… cada um faz o que acha que está certo! Só não saia por aí fazendo tatuagem só porque viu que alguém de Deus fez! Pergunte ao Espírito Santo… Ahh e outra coisa… hoje em dia, basta alguém não concordar com algo que é taxado de religioso… Aff!! Temos opiniões diferentes as vezes, mas lutamos pela mesma causa né gente.., pelo menos eu acho! “, escreveu ela.

E você, o que acha sobre o assunto. É correto se tatuar? Deixe sua opinião.





Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do "O Buxixo Gospel. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.