Ex goleiro Bruno flagrado com mulheres
Ex goleiro Bruno perde direitos

O ex-goleiro do Flamengo Bruno Fernandes, foi acusado de mandar matar a mãe de seu filho, Eliza Samúdio. Na época do julgamento em 2013, Bruno que se denominava evangélico chorou hoje durante a sessão do júri.

o ex-goleiro Bruno,  se identificou como evangélico. Ele até segurava uma Bíblia nas mãos. Bruno também chorou quando a juíza Marixa Fabiane Lopes permitiu a entrada da imprensa no recinto, sendo consolado por seus advogados.




Bruno cumpre pena em regime fechado desde 2010. Ele tinha permissão para o trabalho permitido pelo poder judíciario. Trabalhava atuando nas obras de construção da Apac de segunda a sexta das 7h as 18h.

+ ” Cara de pau”, diz pastor evangélico da cantora gospel Ana Paula Valadão, incluiu André Valadão e Silas Malafaia

Porém, a situação se inverteu para o evangélico ex goleiro Bruno. A justiça decidiu nesta sexta (19). Ajustiça decidiu que vai voltar ao regime fechado, após ser flagrado com cerveja e duas mulheres em Varginha, sul de Minas.

O jogador evangélico teria trocado mensagens com uma delas para marcar o encontro. A justiça então suspendeu a autorização de trabalho para Bruno. O caso veio a tona dois depois do seu advogado pedir a justiça a progressão para o regime semiaberto.



Na decisão do juiz Tárcio Moreira, diz que imagens registradas por uma emissora de Tv, mostram bruno em uma suposta conduta contrária aos preceitos da conduta da execução da pena.

+ Fernanda Brum desmente boatos sobre casamento Gabriela Rocha e Leandro

Diante do caso, o MP requereu a justiça os direitos de Bruno,inclusive a progressão do regime. Além da transferência do ex goleiro para outra instituição prisional.




Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do "O Buxixo Gospel. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.