Evangélicos armam barraco em frente presídio com muitos pontapés e puxões de cabelos

Um grupo Evangélicos armam barraco em frente presídio. Era um dia comum para vistas e culto juntamente com os detentos. Entre o grupo, uma mulher por nome Soraya, parte para briga. Com pontapés, e puxões de cabelos, Saraya defendia sua honra de mulher traída.

Segundo as imagens e gritos apresentados em vídeo, a vitima ao ser agredida dizia que não era ela que teria supostamente mexido com seu marido.




Apanhando de Soraya, e correndo, entre puxões de cabelos e pontapés, a vitima, ainda teve tempo de correr e agarrara seu filho. Ainda não se sabe se este foi o intento de parar as agressões.

¨Olha meu filho Soraya, eu estou com meu filho¨ advertiu ela

Movida pela ira , a agressora não se importou com a criança que estava em posse da mãe. Mesmo de vestido longo, o dificultava seus golpes de sabe-se la se de capoeira, kung-fu, partiu para voadora.



Os irmão que faziam parte do grupo, armados com violão pra louvar, e Biblia para pregar, clamavam em nome de Jesus para que Soraya parasse. Mas não. em meio a um palavrão ela disse que não ia parar. Soraya, só queria dar mais voadoras.






Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do "O Buxixo Gospel. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.