Evangélicos voltam a ser alvo de Daniela Mercury
Daniela Mercury

Evangélicos voltam a ser o centro da ira da cantora Daniela Mercury. Ela rasgou o verbo e criticou os cristãos, dizendo não concordar com a participação de pastores em programas de TV. Disse no Twitter.

Daniela Mercury já desferiu toda sua ira contra Jesus Cristo. Geralmente está envolvida em polêmicas e discussões com evangélicos e pastores. Desta vez Daniela criticou os cristãos. Ela fez menção da inquisição e da colonização dos Portugueses, que trouxeram o catolicismo para o Brasil.




O que mais chama a atenção  foi o que ela  escreveu que “quem precisa de pastores são ovelhas”. Mercury que assumiu ser  homossexual recentemente,  disse que o país precisa de mais professores e educação e não de igrejas.

Remake de Marcha para Satã com apoio da esquerda volta viralizar na internet

No seu Twitter ela continuou fazendo duras críticas e citou a existência de algumas questões que separam as pessoas. E indiretamente, reprovou a participação de pastores na política ou em debates sociais.

Não entendo, por que os seres humanos inventam tantas separações para seres iguais? Só queria entender o porquê dessa busca incessante em se acharem melhores que os outros. Quem precisa de pastores são ovelhas e não pessoas”.



Disse ainda que muito pouco tem se feito pela paz,  e segundo ela precisa d e mais ações sociais.

Mais educação e professores para nossa nação. A gente está precisando de mais ações sociais e de se responsabilizar pela vida na terra. Pouco se faz aqui pela paz.  E tem mais, Deus não quer o dinheiro de ninguém, Ele não precisa disso”, escreveu, fazendo alusão diretamente à arrecadação de ofertas e dízimos nas igrejas.

Até a forma como as entidades religiosas tem se organizado, tem incomodado a cantora.

Difícil não é acreditar em Deus, difícil é confiar e acreditar nos homens. Acredito que o céu e o inferno são aqui mesmo. E não adianta rezar e fazer preces para Deus e maltratar ou discriminar as pessoas”.




Agenor Duque dá pitaco na briga de Cabo Daciolo e pastor Marco Feliciano

Logo após, ela opinou que programas religiosos não deveriam ser veiculados nos meios de comunicação de massa: “Vivemos num país laico”.

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do "O Buxixo Gospel. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.