Foto Reprodução instagram
Foto Reprodução instagram

A ex frentista de posto de gasolina,Valesca Popozuda, que acabou virando funkeira, contou um pouco da sua história. .Ela foi a convidada de Gabriela Pugliesi em seu canal do Youtube. Num  bate papo bem descontraído Valesca relembrou fatos do início da carreira, bem como quando engravidou  Pablo Gomez, o MC Pablinho.


“Por tudo que eu sempre via minha mãe passar, não queria depender de homem. Quando eu sai de casa, eu tinha aquela coisa na minha cabeça. Eu vou trabalhar, não vou depender de homem… por tudo que eu já vi ela passar! Quando, do nada, eu me vejo grávida, sem saber o que fazer da vida, eu falei: ‘caraca, a minha casa caiu'”, contou no vídeo. “Cheguei a cogitar tirar, e até por um momento o pai dele falou: ‘pensa bem’ […] Fui aceitar a gravidez do meu filho lá pelos 6 ou 7 meses, porque eu descobri com 3. Quando nasce, é uma coisa incrível”.



+ Cantora Simaria da dupla Simone e Simaria volta a passar mal e profecia de Rabino assusta fãs

Passado

Relembrando o início da carreira, Popozuda contou como foi descoberta saindo do anonimato  para a fama com o Funk. Segundo ela,  quando ainda era frentista em um posto de gasolina. Lá foi convidada a participar do grupo Gaiola das Popozudas. Como tinha compromisso de  sustentar o filho pequeno,  não aceitou a proposta de primeira. Pelo fato de ser algo incerto já que seu emprego era estável. Mas que com o tempo resolveu aceitar. E deu certo.

1

Valesca  relembrou o assédio que sofrido do empresário. “Num primeiro momento, por sempre a mulher não prestar, ainda mais com um cara ali, que era empresário, em um camarim… se eu gritar pro mundo, quem vai estar errada sou eu. Quem vai acreditar em mim? Ninguém! Vão dizer que eu sou uma funkeira, que usa roupa curta, vão dizer que estou dando liberdade, e ele vai dizer que eu que dei em cima. Eu só sabia chorar naquela época. Quando ele saiu, porque eu peguei o babyliss e encostei nele [no pênis], ele começou a me xingar de tudo. Aquilo me deixou nervosa e eu comecei a chorar. Poucas pessoas sabiam mesmo”, disse.



Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do "O Buxixo Gospel. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.