O filho do pastor RR Soares, líder da Igreja Internacional da Graça , Marcos Soares, é  Deputado Federal eleito pelo RJ,  que além de ter sido condenado pelo TRE/RJ por campanha irregular, a   atuação  foi mínima no cargo público.

Além de filho de RR Soares, Marcos Bezerra Ribeiro Soares, é sobrinho do bispo Edir Macedo. Macos foi eleito deputado federal em 2014, para a 55ª Legislatura. Como deputado federal, votou a favor da admissibilidade do processo de impeachment de Dilma Rousseff. Já durante o Governo Michel Temer, votou a favor da PEC do Teto dos Gastos PúblicosEm abril de 2017 foi favorável à Reforma Trabalhista Em agosto de 2017 votou a favor do presidente Michel Temer, no processo em que se pedia abertura de investigação, e que poderia lhe afastar da presidência da república.

Estas parecem serem as atuações relevantes do deputado  ligado a RR Soares, pois  no desempenho geral dos 4 anos de mandato, Marcos Soares desapareceu das votações mais importantes que fariam a diferença, como no pacote ante corrupção.




Segundo o site Monitora Brasil,  o que chama  atenção sãos os gastos. Somente com combustível foram R$ 148.174,87, o que daria para dar sete voltas ao mundo. Alem de que foram mais R$ 531.241,61 com passagens aéreas, manutenção de escritório R$ 194.370,60, locação de veiculo R$ 187.675,33, divulgação R$ 72.126,20, serviços postais R$39.288,21, táxi e pedágio R$ 36.782, 51, alimentação  R$ 33.421,28, telefone R$ 31.332, 86 e hospedagem R$ 14.967,20. Os gastos do deputado foram contabilizados em R$ 1. 252.725,89 ( Um milhão, duzentos e cinquenta e dois mil, setecentos e vinte cinco reais e oitenta e nove centavos)

Embora havendo todos estes gatos, que seriam para atividades parlamentares, Marcos  teve 14o faltas e somente 32 projetos apresentados. Ele não esteve presente nas votações: cassação de Eduardo Cunha e no pacote ante corrupção. Ainda votou a favor da reforma trabalhista, o que tem trazido sérios prejuízos a classe trabalhadora.




De acordo com a mínima atuação do deputado, ligado a RR Soares e Edir Macedo por grau de parentesco, dá a entender que o deputado foi eleito pelas igrejas, da Graça e Universal para tentar  quebrar as dívidas que as igrejas tem com o governo.

+ Show da fé: Marco Feliciano revela dívida milionária da igreja de RR Soares

Fato que pode corroborar com a hipótese, é da  representação ajuizada pelo Ministério Público Eleitoral em face de Marcos Bezerra Ribeiro Soares (Marcos Soares) e Filipe Bezerra Ribeiro Soares (Filipe Soares), candidatos aos cargos de Deputado Federal e Estadual, respectivamente, nas eleições de 2014 e contra a Igreja Internacional da Graça de Deus, por infração à norma do artigo 37, § 4º, da Lei 9.504/97, em razão da suposta prática de propaganda eleitoral irregular no templo religioso, bem de uso comum.

Na época,  os pastores Luciano, pastor Andrade (líder regional de duque de Caxias, e pastor Antônio) eles foram condenados também por propaganda dentro da igreja.

 Leia a decisão Judicial com a condenação da Igreja da Graça e os filhos de RR Soares



Além do  Ministério Público Eleitoral, ter condenando Marcos Bezerra Ribeiro Soares (Marcos Soares), Filipe Bezerra Ribeiro Soares (Filipe Soares) e a Igreja Internacional da Graça de Deus, ao pagamento de multa no valor de R$ 2.000,00 (dois mil reais) cada um, por propaganda irregular em 2014, também houve recusa na prestação de contas de campanha. O que sugere que houve que pode ter havido um caixa 2.

Leia o relatório de prestação de contas de campanhas enviado ao TRE/RJ

Quando ele apresentou as contas de campanha ao Tribunal Regional Eleitoral do rio de Janeiro, ficou em exigência por diversas irregularidades como pode ser verificar no primeiro despacho do juiz, que deu prazo para regularizar as contas e comprovar as despesas e a fonte dos recursos recebidos.

Leia na íntegra o parecer do Tribunal Regional Eleitoral do rio de Janeiro




Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do "O Buxixo Gospel. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.