Pastor Silas e a ovelha que vive entre os  lobos, e quebra o silêncio sobre Gideões e fala de decadência e escândalos na instituição

Apenas dois anos após a morte do fundador do Gideões Missionários da Última Hora, Cesino Bernardino, tudo indica que a instituição não vai bem, pelo menos é o que deixa claro o pastor Silas de Souza quando pregava na igreja nesta última terça-feira (20). Na ministração, o pastor Silas lamenta a situação decadente e de escândalos da instituição nos últimos tempos.

Gideões 2018: Denuncias graves contra Gideões e o Pr. Henrique Reame




O pastor Silas, que é dono de uma história de grande dedicação a instituição, também fez parte da fundação ao lado do pastor Cesino, foi missionário em países dominados pelo comunismo, sofreu no campo missionário, se dedicou durante anos a igreja e é vice-presidente da Igreja Evangélica Assembléia de Deus Camboriú, decidiu trazer a público o assunto, pela primeira vez.

Ele expôs a atual situação do Gideões. Na mensagem pregada pelo veterano,  ele diz que teve uma visão em que Deus lhe falava que Camburiú irá passar por dois juízos.




O pastor também questiona sobre os ajudadores da obra, deixando a entender que eles não ajudam mais por causa dos escândalos que a instituição tem se envolvido.

No vídeo que nas redes sociais da instituição foi censurando, o pastor Silas lembra do Gideões de antigamente e o compara-o com o de hoje, justificando que antes a instituição era conhecida pelos frutos que produzia, e hoje pelos escândalos que se envolve.



Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do "O Buxixo Gospel. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.