O governador do Distrito Federal Rodrigo Rollemberg (PSB) envolveu-se em uma grande polêmica no ano passado, quando fez jus ao nome da sigla a que pertence e manteve a tradição marxista de se opor à liberdade de culto. e os evangélicos aplaudiram a visita do governador em culto.

[themoneytizer id=”16458-3″]

O governador do Distrito Federal autorizou a derrubada de um templo da Assembleia de Deus, acusada de ter sido construída em área pública, no parque próximo ao Palácio do Jaburu, residência do presidente Michel Temer.

 Assembléia de Deus Ministério Madureira foi uma entre tantas derrubadas pelo governo sem aviso




Segundo reportagem da REDETV!, foram 32 templos postos no chão pelo Governo do Distrito Federal, sem aviso prévio e sem negociação. Em muitos casos, elas foram pro chão com todo os equipamentos ainda dentro do prédio.



A atitude foi vista como “intolerância” pelos religiosos. Daniel de Castro, advogado da Assembleia de Deus Madureira, fez um alerta: “A partir do momento que começa a patrocinar a derrubada, ela [administração Rollemberg] deixa de fazer justiça e começa a ser justiceira. Em sendo justiceira, está sendo seletiva. Em sendo igrejas eu entendo que está havendo perseguição religiosa. O Congresso Nacional precisa bater o olho pra isso, pois é uma turma que não gosta muito de igreja não”.

Curiosamente, o mesmo Rollemberg participou nesse final de semana da Convenção Evangélica das Assembleias de Deus no Distrito Federal (CEADDIF), no Gama.




Acompanhado pelo deputado federal Ronaldo Fonseca (PROS/DF),o governador do Distrito Federal esteve no culto e pediu orações. Em um breve discurso, destacou algumas de suas realizações ao longo dos quatro anos como governador. Também pediu orações para os pastores presentes. 

Com informações: Gospelprime

 

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do "O Buxixo Gospel. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.