O pastor Hernandes Dias Lopes se envolve em polêmica após sua cartilha devocional ser distribuída por uma rede de supermercado.

Hernandes Dias Lopes, pastor da Igreja Presbiteriana, escreveu uma cartilha, “Cada Dia Especial Família de 2017” que apresenta 31 mensagens sobre casamento, relação entre pais e filhos e até dívidas financeiras.

O Material que era  para ser a promoção de valores cristãos e defesa da família, que acabou sendo distribuída por e uma empresa privada de São Paulo, está se tornando um caso nacional de violação da liberdade de expressão e liberdade religiosa.




Sarah Sheeva responde a polêmica que crentes gordos vão para o inferno

A rede de supermercados paulista Hirota passou as  distribuir este devocional com as 31 meditações escritas pelo pastor Hernandes Dias Lopes, intencionava promover o “Dia da Família”, comemorado em 8 de dezembro. A empresa fez uma edição personalizada do devocional “Cada Dia“, cujo título era “Família – Formação de virtudes”.

De posse deste devocional, alguns ativistas LGBT, instauraram militâncias contra os escritos do pastor, o que acabou gerando mais um polêmica no meio evangélico, com o caso levado ao Ministério Público.

O Ministério Público do Trabalho (MPT) e a Defensoria Pública do Estado de São Paulo se pronunciou sobre o caso na sexta-feira, (22). Uma notificação para que a rede de supermercados Hirota suspenda a distribuição de uma cartilha considerada discriminatória.



Os órgãos exigem que as cartilhas já distribuídas sejam retiradas de circulação.Também que a empresa “se abstenha de produzir materiais com conteúdo discriminatório. Até mesmo que os divulgue nas lojas de sua rede e em sua homepage, pela internet ou redes sociais.”

Após a grande repercussão do caso, o pastor Hernandes Dias Lopes se manifestou em uma nota em seu perfil no Facebook, dizendo: “Em virtude da polêmica gerada pela distribuição do devocionário de nossa autoria, pelo Super Mercado Hirota, queremos aqui declarar nossa solidariedade ao Supermercado”.

A rede de supermercado por sua vez , em nota lamentou o transtorno e pediu desculpas

“O Hirota Food Supermercados lamenta qualquer transtorno que tenha causado pela distribuição da cartilha da família. Reiteramos que em momento algum tivemos a intenção de polemizar, ofender ou discriminar qualquer forma de amor. Em nossos valores não há nenhum tipo de preconceito em relação a gênero, religião ou raça. Atendemos todas as famílias da mesma forma, com a mesma humildade e carinho. Nossas sinceras desculpas a todos”, disse a empresa.

Informações: Folhagospel



Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do "O Buxixo Gospel. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.