O jornalista Jorge Pontual   da Globo News , sobre o assunto Jerusalém e Israel, chama quem acredita na volta de Cristo, com as profecias se cumprindo em torno do templo e da cidade, de ¨Malucos e radicais¨

O Jornalista Jorge Pontual enfaticamente chamou os crentes de doidos radicalistas, dado os fatos e fé, que são os evangélicos que acreditam na volta de Cristo. Sendo que todo termômetro apocalíptico está é medido em torno de Jerusalém e seu templo.




Em seu comentário pela globo News, Jorge pontual demonstra conhecer as profecias relacionadas aos temos apocalípticos, tanto do sofrimento do povo Israelita, bem a reconquista do território profético desde os tempos de Abraão.

¨ Há profecias de que Israel recuperando Jerusalém, vai reconstruir o templo de Salomão.Isso vai precipitar, é a condição necessária para volta de Jesus Cristo e para o fim dos tempos. Ou seja, é uma visão apocalíptica.



De acordo ainda com o jornalista Jorge Pontual, insinua que os crentes, dentro de sua fé errônea, crêem que vão para o Céu, mediante salvação, enquanto eles, menos radical não.

¨ Eles estão caminhando para o apocalipse achando que eles, estes que são os mais fundamentalistas, vão ser salvos, enquanto nós, que não somos assim tão radicais, vão ficar para trás.




Antes de finalizar  seu comentário o Jornalista Jorge Pontual acrescentou que isto é uma maluquice. Embora seja crença e  questões teológicas,  alimenta a política Americana.

¨ É uma maluquice né? Mas é uma crença , e uma questão religiosa, só que está alimentando a política externa Americana ¨, afirmou ele

Também falou da postura de Donal Trump, que saiu em vários sites de notícias gospel, em relação a proclamar a capital de Israel sendo Jerusalém, ser uma decisão completamente absurda, pois entregou de bandeja aos Israelitas uma coisa que eles seguravam a 70 anos.



Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do "O Buxixo Gospel. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.