Imagem reprodução Youtube

A jornalista Patrícia Lélis, que já acusou o pastor Marco Feliciano de estupro, volta a falar do assunto e diz que houve até sequestro por parte da sua assessoria.

Voltar a falar do suposto sequestro de Marco Feliciano seguido de estupro agora, não é surpresa pra ninguém .Como previsto, a jornalista Patricia Lélis está concorrendo uma vaga como deputada federal . Com o slogan “pelo fim do medo”, a jovem de apenas 24 anos se propões a lutar pelas mulheres coagidas,que não denunciam seus agressores. O vídeo da sua campanha tem quatro minutos, ela fala de sua suposta triste história com Feliciano.



Patrícia Lélis foi protagonista de um dos maiores escândalos da carreira do Pastor Marco Feliciano. Ela o acusou de ter sido estuprada pelo pastor em seu apartamento funcional em Brasília, onde  a jovem residia na época. Ela também o acusou de ter mandado sequestra-la e oferecer-lhe dinheiro. Seria  para ela desmentir tais boatos na cidade de São Paulo, sob o pretexto uma falsa entrevista de emprego.

+ Fiéis denunciam a igreja Mundial do pastor Valdemiro Santiago ao TRE

As acusações de estupro e sequestro caíram como uma bomba na vida do reconhecido pregador. Em decorrência disso, foi  em muitos programas de Tv para dar suas versões dos fatos. Porém, a ação correu em segredo de justiça e Lélis que era a acusadora,acabou virando ré no próprio processo. Marco Feliciano foi inocentado.



Algum tempo depois, Patrícia volta as redes sociais para acusar. Agora, o filho do candidato a presidente Jair Bolsonaro, o também deputado federal Eduardo Bolsonaro. Ela veio a público para acusa-lo de tê-la agredido e ameaçado de morte. Inclusive,Lélis gravou um vídeo onde estaria recebendo as supostas ameaças do filho de Bolsonaro.

Vídeo este, que em seguida foi desmascarado por vários peritos e próprios youtubers. Ao observar as imagens perceberam era mentira . Pois a própria moça teria criado um perfil falso e conduzia uma conversa fake entre ela e Eduardo. O deputado se defendeu nas redes sociais e alegou inocência contra as acusações.


+ Magno Malta publica vídeo de Joice Hasselmann detonando cantora de Anitta

Desde então duas hipóteses foram levantadas para explicar tal comportamento. A primeira é que Patrícia teria problemas mentais. Fato que já teria sido evidenciado por um laudo médico há alguns anos antes. A segunda seria que ela tivesse fortes intenções políticas. ta aí o porquê de estar levantando calúnias, para que pudesse ficar conhecida no cenário nacional. A segunda hipótese se evidencia e cabalmente se comprova com a candidatura da jornalista pelo partido Pros-SP.



Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do "O Buxixo Gospel. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.