Justiça ordena pastor
Pastor Ailton José Alves

O pastor Ailton José Alves, da Assembléia de Deus em Pernambuco, sofreu  um duro e vergonhoso golpe da justiça.

A justiça  o ordenou a Assembléia de Deus, na presidência do pastor Ailton José Alves, a reintegrar o Presbítero Geovanne Cardoso. Ele havia sido arbitrariamente excluído da igreja e do cargo. Sem ter cometido nenhum pecado. Sem direito a defesa e tendo a sua imagem exposta a desgastes desnecessários. Ele teria  denunciado diversos erros, abusos, e pecados de sua gestão.





A obrigação e de  reintegra-lo imediatamente, com indenização financeira, dentre outras medidas. De fato, o que pesa sobre Ailton José Alves, são graves acusações tramitando na Justiça, Polícia Federal e Ministério Público. Segundo alguns membros, Ailton é ” um Saul fora do plano de Deus, um opressor tirano”.

Justiça condena Rede TV e Igreja da Graça do pastor RR Soares por ofensa a ateus



” É triste, a igreja do Senhor em mãos tão confusas como essa desastrosa gestão, desde que assumiu. Lamentável, um homem desaprovado por Deus. Provavelmente este caso abrirá um precedente, e muitos outros surgirão. O que só agravará a sustentabilidade desse homem na liderança da igreja, submetida a sucessivos escândalos”, disse um dos fiéis

Leia a decisão da justiça




Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do "O Buxixo Gospel. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.