Por ser diferentões, Kleber Lucas e Caio Fábio e esposas, deixam claro, que um pobre nunca vai ser feliz, segundo o conceito de felicidade proposto por eles.

Kleber Lucas e Caio Fábio se encontram em um belo restaurante, para almoço em família, acompanhado de suas esposas. A bela mesa com copos de cristais foi o palco onde os pastores esbanjaram alegria.




Em alguns instantes apenas, Caio Fábio lembrou a milhares de Brasileiros, e até mesmo aqueles que são fieis de ambas igrejas ,que jamais serão felizes.

¨ Óh! Como é que felicidade é ¨, disse Caio Fabio focando os os rostos sorridentes  das esposas ¨ felicidade é assim ¨ acrescentou

Apiado por Kleber Lucas, o pastor repetiu que felicidade era daquela maneira, e sem legenda. De acordo com a indução de pensamento a cada seguidor, que Caio Fábio impulsionou, um pobre dizimista jamais será feliz.

Julgando  a mesa e o ambiente requintado, a refeição para os quatro, não saiu menos que  R$ 1 mil reais. Nisto é desrespeito aos pobres fieis. É fato que muitos juntam R$ 10 reais para um marmitex que será divido pela família toda. Mas até ai tudo bem, pois o pobre sabe  ser feliz com pouco. Agora dizer para ele que o pouco que ele tem, e aquilo que ele acha que é alegria não é!  Aí é para acabar de vez com ele.



Onde fica toda pregação que faz para o pobre,  que não se necessita de muito dinheiro pra ser feliz? Para completar a imagem na cabeça do pobre que ele nunca vai ser feliz, a esposa de Fábio, da a facada que elimina o último suspiro do pobre.

¨ Isso é porque a gente é diferentão¨, afirmou ela

Mas em fim, se nós pobres, jamais seremos felizes, vamos então continuar a dar os dízimos para que eles continuem a ser felizes. Mas a pergunta é:

  • Até quando ficarão sendo diferentões sobre aquilo que é feito com sacrifício de fé de um humilde. Que até  muitas vezes tiram da boca para honrar a Deus?






Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do "O Buxixo Gospel. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.