Deputado Marco Feliciano quebra silencio de vários anos e conta em sessão o que passou por defender umas das causas em que acredita.

O pastor Marco Feliciano , que também é Deputado atuante, e tem tomado como base da sua política a ser defendia, a família o direito e os princípios da fé crista. Em um discurso contundente, o Deputado segue a métrica  do texto sem deixar de lado o desabafo emocionado.

 

Feliciano se permitiu a quebrar um silêncio, que  ele diz ser mantido por vários anos. Ele relembra que em 2013 no parlamento,  ele foi achincalhado, perseguido e humilhado por uma mentira que agora com a resolução 01/99 preferida pela Justiça federal na última Sexta (15), volta a tona.

O texto da resolução da direitos a  que psicólogos façam acompanhamento àqueles que se mostram insatisfeitos com sua atual conduta sexual e querem ajuda para se reorientar.

“Sendo assim, defiro, em parte, a liminar requerida para, sem suspender os efeitos da Resolução nº 001/1990, determinar ao Conselho Federal de Psicologia que não a interprete de modo e impedir os psicólogos de promoverem estudos ou atendimento profissional, de forma reservada, pertinente à (re) orientação sexual, garantindo-lhes, assim, a plena liberdade científica acerca da matéria, sem qualquer censura ou necessidade de licença prévia por parte do C.F.P., em razão do disposto no art. 5º, inciso IX, da Constituição de 1988”, disse o juiz federal Waldemar Cláudio de Carvalho em sua decisão¨ – diz  liminar

 Felician0 relembra fatos de anos anteriores

Este, era o assunto similar no ano de 2013 . Fatos estes que Feliciano foi perseguido por tomar a dianteira   ao defender que ¨homossexualismo não é doença¨, mas sim um desvio de conduta. Manifestantes da classe LGBT se posicionaram contrário ao Deputado, e em suas manifestações o acusavam de promoção a ¨cura gay¨.

Com o caso da psicóloga Mariza Lobo citada no processo movida por um grupo de mais de 30 psicólogos, a mídia, volta a fazer associação da resolução 01/99 com a ¨ cura gay¨, e subsequente envolvendo o Deputado.

Deputado marco também conta que o  caso  que está exposta na imprensa, de forma associativa, a  tratar homossexual como doença da forma que estão vendendo a sociedade, é atribuída partidos políticos e ativistas.

¨ Eu venho aqui Sr. Presidente, mostrar o meu repudio a ação de censura movida pelo partido comunista do Brasil, por membros do PSOL e ativistas LGBT, ao trabalho de um profissional da justiça a saber, Waldemar Cláudio de Carvalho, por sua decisão liminar¨ afirmou 

Feliciano acrescentou que comunistas e psolnistas agem de mal caratismo, canalhice pura e desonestidade intelectual é desinformação.

¨ Fizeram o mesmo comigo em 2013, mas eu sobrevivi e cresci¨  lembrou

Sem perder o viés  da causa que relembra e defende, o Deputado  defende que psicologo não é médico, a psicologia não está no roll da medicina, pelo fato do profissional não estudar a medicina. Acrescentou também que ¨homossexualidade não é doença, é apenas um fenômeno de comportamento¨.

¨ Então o resumo é esse. Se psicólogo não é médico, se homossexualidade não é doença…Onde está esta desgraça de ¨cura gay¨ que a imprensa enfia nas cabeça das pessoas e acusam todas as pessoas? ¨

Segundo o Deputado, a responsabilidade é da esquerda. Para embasar a sua afirmação ele cita que a esquerda é responsável por mentir que houve ditadura no país, quando houve um regime militar. Que diz que Lula é um santo , quando é réu pela sétima vez.

¨ A esquerda mente deliberadamente  acerca de tudo¨  afirmou

Recentemente uma fiel  procurou o Deputado na qualidade de pastor. Ela profissional de psicologia em 2013 estava atendendo uma pessoa, e com a confusão que estava acontecendo, recebeu ameaças do Conselho de Psicologia do seu Estado, que se ela continuasse com aquele tipo de sessões, ela simplesmente perderia o seu C.R.C. Amedrontada deixou de atender o paciente. Dois meses após ter abandonado o paciente, ele cometeu suicídio.

   

Segundo relatos do pastor, aquela  mulher estava com a ¨alma pesada¨. Angustiada a mulher dizia que atendeu aquele rapaz e ouviu as suas aflições e não transformou ele em nada , mas ele estava encontrando uma luz no fim do túnel.

Feliciano diz  convicto em seu discurso que pessoas que tem problemas com sua orientação sexual sofrem retalhações na família e na sociedade. 

¨Se não puderem falar com com psicólogos que é um ´profissional que pode ouvi-los eles vão falar com quem?¨

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do "O Buxixo Gospel. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.