Um vídeo começou a circular neste último fim de semana, onde aparece um supusto mendigo sendo arrastado por um segurança na calada da igreja Assembleia de Deu vitória em Cristo ( ADVEC Penha), liderado pelo pastor Silas Malafaia.

A narrativa do vídeo onde o suposto segurança da igreja de Silas Malafaia arrasta o homem  carente, seria de uma mulher, que atribui a ação da segurança do templo contra a pessoa, pois esta queria entrar para assistir o culto. 




Segundo ainda o vídeo o ato começou com apenas um  suposto empregado da igreja e terminando com quatro homens sobre o suposto andarilho.

O caso ganho repercussão nas midias sociais que alem de milhares de internautas comentarem o caso que acreditarão ser abusivo, o pastor Jackson Vilar fez uma live em sua pagina do facebook e condenou veementemente  o acontecido.

Mediante aos comentários e o próprio vídeo atribuir o fato a ADVEC Penha, Silas Malafaia, segundo a liderança da denominação fez um vídeo e postou em suas redes sociais.



De acordo com Malafaia o episódio aconteceu no último domingo (08) e el nem estava na igreja. ” nossa igreja para mais de mil carros em volta, então nos contratamos Policiais Militares, porque tinha assalto a mão armada, roubo  de carro então acabamos com a festa”.

A ordem que foi dada por Silas Malafaia aos Policiais que nenhuma pessoa com coisas , ” bugigangas”, que não se sabe o que que é pode entrar dentro da igreja.




Confira o vídeo

+ Supostos Seguranças Da Igreja De Malafaia Teria Arrastado Homem Para Longe Da ADEVEC

Um vídeo sinistro esta circulando pelas redes sociais onde aparece um homem sendo arrastado por supostos seguranças  que seriam da igreja do pastor Silas Malafaia, que a ADEVC Penha.

O vídeo mostra a fachada da igreja, e pela calçada o homem é arrastado pela calçada por mais de cinquenta metros longe do templo sede de um dos lideres religiosos mais polêmicos do meio cristão.( continue lendo).

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do "O Buxixo Gospel. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.