O Padre Thiago Bruno postou uma foto de posse de  “arma de fogo”  que está circulando pelas redes sociais e já causou muita polêmica na cidade de São Jose do Quatro Marcos (308 km de Cuiabá). O padre é da Paróquia da cidade e usou a foto no ‘status’ do seu Whatssap.

A  polêmica com a foto onde aparece armado  gerou uma discussão sobre a atitude do padre que  supostamente estaria fazendo  apologia ao crime. Algumas pessoas questionaram se um líder religioso poderia ter tal objeto de morte, quando a filosofia cristã e pregar o amor e vida.




 

Em um vídeo que foi gravado por um amigo do padre, ele tenta  explicar que a arma que o sacerdote estava na foto é apenas  um modelo que pertence a sua coleção de armas decorativas.

“São armas fabricadas na Espanha que eu trouxe do México. São arma que não dá tiro e não faz nada são para decoração. O padre tirou uma foto com elas e virou um ‘rolo’. As pessoas usaram a fotos para criar problema”, diz o rapaz em vídeo publicado no Facebook.

 

Na rede social, além de ter dado o que falar, também dividiu opiniões e ainda rende outra discussão sobre estar fazendo apologia ao crime que está prevista no artigo 287 do Código Penal. A Lei prevê como ato criminoso, a ação de elogiar, exaltar, enaltecer ou ressaltar vantagens do ato ilícito. No caso dessa violação da lei, a detenção estipulada é de 3 a 6 meses.



No entanto, o caso do padre ainda não é tratado como crime e não há informação de denuncia. Somente revolta dos féis, que tornaram públicos seus descontentamentos , comentando na postagem do padre.

“Tira foto e ainda posta? Antes de qualquer posicionamento pessoal dele, o padre é espelho pra uma comunidade. Post infeliz!”, descreveu um dos internautas após ver a foto do padre.

Outra pessoa se prontificou a defender o pároco.

“Não vejo nada demais nessa postagem! Só porque é padre?’ Ele é uma pessoa normal como qualquer um de nós, tantos postam o que quer, porque ele não pode? Pelo menos ele não é hipócrita! É o que é”, postou uma moradora da cidade.

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do "O Buxixo Gospel. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.